O que você deve considerar antes de tomar qualquer suplemento

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Não se deve tomar suplementos superficialmente porque, mesmo que naturais, não são isentos de contraindicações e efeitos colaterais

Frequentemente, quem toma suplementos o faz sem pensar muito e sem pedir conselho ao médico, subestimando o fato de que esses produtos podem, na verdade, ser contraindicados para sua situação. Aqui estão 5 coisas importantes a serem consideradas antes de tomar um suplemento.

Nos últimos anos, os suplementos são cada vez mais usados ​​na tentativa de aumentar a energia, evitar deficiências de vitaminas ou minerais, mas também com o objetivo de prevenir certas doenças. Claro, há casos em que os suplementos são realmente muito úteis (pense, por exemplo, naqueles com desequilíbrios nutricionais, como deficiência severa de vitamina D), mas, às vezes, levamos a ideia de tomar um suplemento muito levianamente.

Geralmente, de fato, se as pessoas seguem uma dieta balanceada, nenhum suplemento é necessário e, em alguns casos, esses produtos podem fazer mais mal do que bem, criando desequilíbrios ou talvez interferindo em alguns medicamentos que são tomados.

Portanto, consulte sempre o seu médico antes de tomar qualquer suplemento, evitando a automedicação.

Na verdade, há várias coisas a serem consideradas antes de tomar um suplemento.

Melhor obter vitaminas e nutrientes dos alimentos

Muitas vezes comemos de forma não balanceada, consumimos pequenas quantidades de frutas e vegetais e bebemos pouca água. Mas, em vez de mudarmos os maus hábitos, preferimos gastar dinheiro e comprar suplementos. Na verdade, uma dieta balanceada geralmente fornece vitaminas e minerais suficientes.

Em outras palavras, comer frutas e vegetais da estação, grãos inteiros, nozes e fontes saudáveis ​​de proteína é mais do que suficiente na maioria dos casos.

A situação é obviamente diferente quando se destaca uma deficiência específica de uma ou mais substâncias ou se, por algum motivo, nossa dieta é pobre em alimentos ricos em nutrientes. Neste caso os suplementos são indispensáveis ​​e o próprio médico prescreve-os na dose certa (porque este também é um detalhe muito importante).

Os suplementos nem sempre são seguros e bem regulamentados

Existem dois equívocos em relação à segurança dos suplementos que podem causar problemas. A primeira é a suposição de que, se estiver disponível sem receita em uma farmácia ou loja de alimentos naturais (de forma que você não precise de receita médica), é seguro. O problema é que mesmo os suplementos totalmente naturais podem ter efeitos colaterais em certas pessoas ou quando combinados com certos medicamentos.

O outro equívoco comum é que, como os suplementos são regulamentados e controlados, sempre podemos estar seguros. De fato, a EFSA, que regula os suplementos na Europa, embora proceda a avaliações regulares de substâncias que podem ser utilizadas na UE como fontes de vitaminas e minerais em suplementos alimentares e elabora uma lista de substâncias autorizadas, não verifica todos os produtos para garantir que a qualidade e o foco sejam os anunciados.

A opinião do médico é fundamental

Fazer a automedicação pode ser uma escolha perigosa. O principal motivo para discutir o uso de suplementos com um especialista é que os suplementos dietéticos, que incluem vitaminas e minerais, podem interferir com os medicamentos, e o mesmo se aplica aos suplementos de ervas ou vegetais.

Alguns exemplos? Plantas como alhogengibre , ginsengginkgo biloba podem aumentar o risco de sangramento quando tomadas em combinação com anticoagulantes. E o mesmo acontece no caso da cúrcuma.

Portanto, é fundamental que o médico se expresse para entender se aquele suplemento pode ou não ser adequado para a situação específica do paciente.

Preste atenção nas doses

Outro equívoco comum sobre os suplementos dietéticos é que, se uma vitamina ou mineral for bom para você, aumentar a ingestão pode trazer benefícios adicionais à saúde. Obviamente, isso é um equívoco e uma overdose de algumas vitaminas ou minerais pode ser extremamente perigoso.

Conte com fontes seguras

Para quem quer aprender mais sobre o mundo dos suplementos ou para quem já os toma, é importante que obtenha informações baseadas em dados científicos. Recursos confiáveis ​​que você pode consultar online incluem Mayo Clinic , NIH National Center for Complementary and Integrative Health ( NCCIH ) ou o  Natural Medicines Comprehensive Database

Fontes: Mayo Clinic / EFSA / Ministério da Saúde

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Jornalista freelance, nascida em 1977, formada com honras em Ciência Política, possui mestrado em Responsabilidade Corporativa e Ética e também em Edição e Revisão.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest