Conheça a primeira cidade do mundo a proibir propagandas de carne

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Adeus às fotos de Cheesburgers ou asas de frango de redes de fast-food como o McDonald’s postadas nas ruas. A cidade holandesa de Haarlem, que tem cerca de 160.000 habitantes e fica a poucos quilômetros de Amsterdã, decidiu proibir outdoors promovendo produtos à base de carne. No entanto, a proibição desse tipo de publicidade não entrará em vigor imediatamente, mas terá que esperar até 2024.

Assim, Haarlem será a primeira cidade do mundo a introduzir tal proibição. A proposta, recentemente aceita pela prefeitura, foi lançada em 2021 pelo vereador Ziggy Klazes, do partido ambientalista GroenLinks. A iniciativa faz parte de um projeto maior que visa reduzir as emissões poluentes da agricultura intensiva.

Uma proibição que divide a opinião pública

A proibição, porém, (como é fácil adivinhar) não foi aceita por todos com o mesmo entusiasmo. Aliás, há que, assim como o professor de direito administrativo Herman Bröring, ele considera a proibição dos anúncios em questão uma violação da liberdade de expressão.

Por sua vez, a Conselheira Klazes defendeu sua posição explicando:

Não podemos limitar a liberdade das pessoas em suas casas. – explicou Ziggy Klazes – Mas certamente não podemos dizer a eles que há uma crise climática e continuar a pressioná-los a comprar produtos que contribuíram para causar essa mesma crise. Quem quiser continuar a torrar pode fazê-lo, mas não queremos promover este mercado com publicidade.

No momento ainda não está claro como exatamente a medida será aplicada. Mas uma coisa é certa: este é um sinal muito importante para a Holanda, já que é o maior exportador de carne da Europa (apesar de ter anunciado recentemente um plano que prevê uma redução significativa dos rebanhos).

A proibição de propagandas de alimentos como bifes e hambúrgueres poderia, portanto, desencorajar as pessoas a consumir esses produtos. Em suma, um movimento que pode vir a ser um belo presente para os animais, mas também para o meio ambiente (e para a saúde humana).

Fontes: NOS / Ziggy Klazes

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Graduada em mídia, comunicação digital e jornalismo pela Universidade La Sapienza, ela colaborou com Le guide di Repubblica e com alguns jornais sicilianos. Para a revista Sicilia e Donna, ela tratou principalmente de cultura e entrevistas. Sempre apaixonada pelo mundo do bem-estar e da bio, desde 2020 escreve para a GreenMe.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest