Quer se tornar vegano mas acha caro? Veja dicas para se alimentar bem até morando na periferia

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Ser vegano não é só pros ricos. Pode parecer que tudo é caro, mas, na prática, deixar de consumir produtos de origem animal por conta do sofrimento envolvido é muito mais fácil do que parece.  Para te ajudar nisso, reunimos algumas dicas.  Mas, claro, é sempre bom procurar um nutricionista.

O ponto mais importante é a informação, é o que sustenta e dá base para a mudança. Por isso, é importante pesquisar muito a respeito, observar os dois lados da moeda e questionar os motivos da transição. Algumas formas de se informar a respeito é assistir documentários, ler livros, artigos etc. Busque o máximo de informação sobre: indústria da carne, do leite, indústria granjeira, pecuária, desmatamento, testes em animais, sofrimento animal, especismo. 

Não tenha pressa

Você não precisar ser um radical desde o começo. E pensar que não vai ter o que comer ao se tornar vegano é um equívoco. Na verdade, o que acontece é o oposto, você se depara com um mundo de alternativas e descobre que não existem restrições e sim possibilidades infinitas.

Na transição, não há necessidade de tirar tudo de uma vez, o ideal é acrescentar alimentos de origem vegetal, adaptando o paladar e ir tirando todo tipo de carne algumas vezes na semana, vai parando com leite, com o queijo e assim por diante. Com o tempo você vai aprender novas receitas e outras formas de se alimentar.

Faça receitas simples

No dia a dia ninguém tem tempo para fazer receitas elaboradas. Precisamos ser práticos. No processo de transição temos a tendência de querer inventar moda e fazer o mais difícil, e não precisa. Nesse momento o ideal é focar no mais simples possível (mas apostando na variedade). Investir em pratos simples com variação de grãos, cereais, legumes e verduras, é a chave.

Abra mão dos industrializados veganos

As frutas, legumes, vegetais, grãos e cereais estão disponíveis em todas as regiões do país e podem ser consumidos de diversas formas e contém todos os nutrientes necessários que precisamos. Além disso, podemos fazer diversos preparos saborosos em casa, como: bolos, cookies, bolachas, pães, biscoitos, pizzas, salgados, pastéis, hambúrgueres, leites vegetais e muito mais. Além de ser mais barato, é muito mais saudável.

Dicas para o dia a dia

Café da manhã e da tarde: salada de frutas (qualquer fruta que esteja acessível na sua região), bolo, torta, pão com tomate e orégano ou tapioca com pastinhas caseiras, guacamole, café preto, leite vegetal, suco de melancia ou laranja, açaí com banana, cuscuz puro, com leite de coco ou refogado com cebola e tomate. Nossa! Quer mais do que isso para um delicioso café?

Almoço e jantar: variamos quando possível, mas é o básico arroz, feijão, lentilha, grão-de-bico, legumes grelhados, couve refogada, proteína de soja, saladas de todos os tipos e vinagrete. E tem muito mais, opção não falta.

Mas você também pode fazer um grãomelete, hambúrgueres, queijos vegetais, lasanha, pizza, arroz de forno, berinjela à parmegiana.

Fique de olho na Vitamina B12

A vitamina B12 não é de origem animal, e sim de origem bacteriana. Muita gente que consome produtos de origem animal têm deficiência de B12. Sendo ou não vegetariano é essencial fazer um exame para verificar os níveis da vitamina no organismo e suplementar se necessário. Porém, ao deixar de consumir totalmente animais e derivados, é necessária a suplementação integral.

Ser vegano vai além da alimentação

Ser vegano é parar de utilizar qualquer tipo de produto de origem animal. Isso significa cortar  shampoos, desodorantes, sabonetes, entre outros produtos testados em animais. Leia rótulos e pesquise as empresas que não utilizam animais. Também não frequente eventos como a vaquejada e rodeios. Além disso, não use roupas de couro, lã e seda. As roupas veganas são de algodão, é bem fácil de encontrar e muito acessível.

Para mais informações referente a saúde e recomendações específicas, procure um médico ou nutricionista.

Fonte: Terra

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest