Encontraram ovos de dinossauro de 60 milhões de anos em São Paulo

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Ovos de crocodilos de 6 cm fossilizados já haviam sido descobertos em Presidente Prudente, interior de São Paulo, em setembro de 2020 e eram estimados a ter uma idade entre 70 e 80 milhões de anos, um período chamado de Cretáceo Superior.

Os ovos encontrados agora são maiores, entre 12 e 13 centímetros e, segundo os pesquisadores, são de uma espécie carnívora. Apesar da descoberta, o paleontólogo William Roberto Nava informou que não havia qualquer vestígio que pudesse determinar a espécie do dinossauro, como dentes ou ossos. Dessa forma, os ovos serão analisados na Universidade de Brasília, por meio de exames de microscopia eletrônica de varredura, uma avaliação minuciosa para tentar descobrir o tipo de dinossauro.

Como os ovos estão inteiros, Nava afirma que deve ter havido algum evento que impossibilitou o nascimento dos filhotes. E isso será objeto de estudo. Se algum embrião fossilizado estiver num dos ovos, a descoberta passará a ser inédita no Brasil.

Foi o que aconteceu em 22/12/2021, na China, quando cientistas anunciaram a descoberta de um fóssil de embrião de dinossauro  que pode ter 66 milhões de anos, encontrado dentro de um ovo. O fóssil foi chamado de Baby Yingliang, mede 27 cm de comprimento da cabeça à cauda num ovo de 17 cm.

A descoberta permitiu uma maior compreensão dos especialistas sobre a ligação entre os dinossauros e os pássaros, já que o embrião estava em uma posição igual a dos pássaros antes de nascer. O embrião está no Museu de História Natural de Yingliang.

O sítio paleontológico de Presidente Prudente tem sido palco de descobertas desde a década de 50. No sítio, a maior parte do material encontrado é de aves da pré-história.

Segundo o paleontólogo William Nava, o sítio de Presidente Prudente tem uma riqueza tão grande de material de pesquisa que é considerado a maior jazida de fósseis de aves da época do dinossauro no Brasil.

A relevância do sítio para os estudos dos fósseis ganhou um importante reconhecimento com o tombamento como patrimônio em fevereiro de 2020.

Fonte: msn

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest