Pettole di Santa Cecilia: a receita original e as variantes leves das tradicionais e deliciosas panquecas da Apúlia

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Ontem foi dia de Santa Cecília e em Taranto, região da Itália, inaugurou-se oficialmente o período das festas de Natal. E se há uma especialidade que não pode faltar nas mesas de Apúlia é o pettole , as deliciosas bolas fritas de massa levedada, servidas principalmente como aperitivo.

Segundo uma lenda que se espalhou por gerações, esta iguaria nasceu por acaso graças a uma mulher de Taranto que deixou crescer muito o pão durante a noite de Santa Cecília porque se distraía com a fascinante música dos gaiteiros de fole das ruas da cidade. Ao perceber que a massa não servia mais para fazer pão, resolveu fazer bolinhas e fritá-las no óleo. O nome “pettola” vem do latim pittula, diminutivo de pitta, ou focaccia.

Para preparar o pettole você precisa de alguns ingredientes, mas é importante seguir os passos corretamente para torná-los macios. Vamos descobrir o que a receita original oferece e duas outras versões para manter-se leve e evitar fritar.

A receita original

Ingredientes (para cerca de 30 pettole)

  • 500 gramas de farinha 00
  • 400 ml de água
  • 10 gr de fermento de cerveja fresco
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 litro de óleo de semente para fritar

Preparação

Primeiro peneire a farinha em uma tigela grande. Dissolva o fermento de cerveja em um pouco de água levemente morna e adicione no centro da montanha de farinha. Despeje a água aos poucos sobre a farinha, acrescente o sal e comece a amassar vigorosamente por cerca de um quarto de hora para incorporar o ar. Tente obter uma massa pegajosa e homogênea, mas sem grumos.

Agora cubra a tigela com filme plástico ou um pano de algodão e deixe crescer por algumas horas. Quando o volume da massa dobrar e ficar cheio de bolhas, é hora de passar à fase de fritura. Aqueça o óleo de semente em uma panela grande. Molhe uma colher e faça uma bola com a massa, empurrando-a no óleo com a ajuda do dedo indicador ou de outra colher. Vire o pettole frequentemente e cozinhe em fogo médio até que pareçam dourados o suficiente. Aos poucos, coloque-os sobre um prato sobre uma camada de papel absorvente para retirar o excesso de óleo.

Seu pettole Pugliese está pronto para ser servido. Você pode apreciá-los na versão salgada como aperitivo ou com uma pitada de açúcar de confeiteiro como sobremesa.

Pettole Assado da Apúlia

Se você quiser evitar a fritura, há também uma versão muito mais leve da receita tradicional de Apúlia que envolve cozinhar no forno.

Ingredientes (por cerca de 25 pettole)

  • 200 gramas de farinha 00
  • 200 g de farinha manitoba
  • 170 ml de água morna
  • 1 raminho de alecrim
  • 12 gr de fermento de cerveja fresco
  • 1 colher de chá de açúcar
  • 1 pitada de sal

Preparação

Combine as duas farinhas em uma tigela grande e adicione o fermento em uma xícara com 10 colheres de sopa de água morna e uma colher de chá de açúcar. Adicione o alecrim e o sal. Adicione o resto da água morna aos poucos e comece a amassar com as mãos até obter uma massa macia e homogênea. Agora cubra a tigela com filme plástico ou um pano de algodão e deixe crescer por cerca de 3 horas. Quando o volume da massa dobrar, forme bolinhas com as mãos e coloque-as em uma assadeira forrada com papel manteiga. Deixe-os crescer por mais meia hora, cobrindo-os com um pano e depois leve ao forno por cerca de 20 minutos a 180 ° C.

Pettole da Puglia cozido em uma “air fryer”

Finalmente, outra forma de preparar a versão light do pettole di Santa Cecilia é cozinhá-los na em uma panela que frita sem óleo (utilizando o ar). Para fazer isso, você precisa seguir os passos da receita tradicional. Quando depois de pelo menos duas horas a massa crescer, você precisa fazer bolinhas com as mãos. Neste ponto, ajuste a fritadeira de ar para 200 ° C e aqueça por 15 minutos. Depois de aquecido, cubra o fundo da cesta da fritadeira com um pouco de papel manteiga e coloque o seu pettole (deixando um espaço entre as bolas para evitar que grudem) e cozinhe por dez minutos. Prove-os quentes.

Bom apetite!

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Graduada em mídia, comunicação digital e jornalismo pela Universidade La Sapienza, ela colaborou com Le guide di Repubblica e com alguns jornais sicilianos. Para a revista Sicilia e Donna, ela tratou principalmente de cultura e entrevistas. Sempre apaixonada pelo mundo do bem-estar e da bio, desde 2020 escreve para a GreenMe.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest