Você usa o TikTok? Você não tem ideia de como está poluindo o ambiente

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Pode parecer absurdo à primeira vista, mas o uso das redes sociais também contribui para a crise climática. Postar e assistir fotos e vídeos em plataformas como Facebook e Instagram não é de forma alguma uma ação neutra em relação ao clima. E uma das redes sociais mais poluentes de todas é o TikTok, a mais popular entre os adolescentes de todo o mundo. A confirmação de seu impacto ambiental deletério vem de uma nova pesquisa realizada pela empresa britânica Compare the Market, que comparou várias plataformas online para entender qual delas é responsável por um maior nível de emissão de CO2.

O impacto ambiental inesperado do TikTok

Mas quanto o uso do TikTok afeta o clima? Muito mais do que suspeitava. A partir do estudo realizado pela empresa inglesa, com base nos dados fornecidos pela Greenspector, apurou-se que a popular app de partilha de vídeos é a que se destaca pela maior pegada de carbono. Na verdade, 2,63 gramas de carbono são emitidos para cada minuto gasto na rolagem dos vídeos. Portanto, se gastássemos apenas 5 minutos assistindo a vídeos no TikTok, produziríamos 13 gramas de CO2 por dia e 4,8 quilos por ano.

 

Nenhuma rede social é verdadeiramente neutra em relação ao clima

Claro, o TikTok não é a única rede social que agrava a crise climática. Outros, como Instagram, Facebook e Twitter, também têm uma pegada de carbono considerável. Quanto ao primeiro, são produzidos 5 gramas de CO2 usando-o durante 5 minutos por dia, enquanto para o Facebook eu caio para 4 gramas de CO2 produzidos usando a rede social por 5 minutos. Não é muito melhor para o Twitter: 3 gramas de CO2 são emitidos por 5 minutos de uso da plataforma.

No ranking relativo ao impacto ambiental das redes sociais mais utilizadas, as três primeiras são Tik Tok, Reddit e Pinterest.

@Greenspector

Os efeitos sobre o clima causados ​​pelo uso das mídias sociais e da Web em geral têm sido objeto de inúmeros estudos nos últimos anos. De acordo com as estimativas do Global Carbon Project há alguns anos, se a internet fosse um país, seria o quarto país mais poluente depois da China, Estados Unidos e Índia. Há alguns meses, o ministro italiano da Transição Ecológica, Roberto Cingolani, também falou sobre o assunto durante um encontro com alunos do ensino médio, convidando os jovens à “sobriedade digital”.

Quando você envia fotos inúteis, pense no custo ambiental que elas têm – comentou, dirigindo-se a milhares de meninas e meninos – Ninguém discute a importância da Internet. Como todas as tecnologias, porém, se for usada sem sobriedade é deletéria.

Em suma… a Internet é uma ferramenta muito útil, mas devemos evitar exagerar para dar um presente ao Planeta, mas também a nós mesmos, pois poderíamos gastar o tempo que perdemos nas redes sociais de uma forma mais construtiva.

 

Fontes: Greenspector / Compare o Mercado 

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Graduada em mídia, comunicação digital e jornalismo pela Universidade La Sapienza, ela colaborou com Le guide di Repubblica e com alguns jornais sicilianos. Para a revista Sicilia e Donna, ela tratou principalmente de cultura e entrevistas. Sempre apaixonada pelo mundo do bem-estar e da bio, desde 2020 escreve para a GreenMe.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest