Vitória! Israel é o primeiro país do Oriente Médio a dizer não às peles

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Israel proíbe a compra e venda de peles de animais, tornando-se efetivamente o primeiro país no Oriente Médio a parar com essa prática cruel e sem sentido.

Um grande passo adiante para os direitos dos animais. Nos últimos anos, Israel já proibiu produtos testados em animais e iniciou um processo para banir peles. O projeto de lei estava em discussão desde 2017, quando o parlamentar Merav Michali explicou que a Torá proíbe a crueldade, então consequentemente, a criação e a produção de peles eram incompatíveis com a lei bíblica. Já a ministra da Proteção Ambiental Gila Gamliel afirmou que o uso de couro e peles para a indústria da moda é “imoral”.

É preciso dizer que, quem deseja comprar ou vender peles em Israel já deve solicitar uma licença especial, mas de acordo com as novas regras isso só será permitido em casos excepcionais.

A indústria de peles causa a morte de centenas de milhões de animais em todo o mundo e envolve crueldade e sofrimento indescritíveis”, disse o ministro.
O grupo de direitos dos animais Peta comemora e, através da diretora Elisa Allen explica: ‘o país reconheceu que o comércio de casacos, pompons e outros artigos de moda frívolos feitos com pele de animais selvagens ofende os valores defendidos por todos os cidadãos honestos”.

E as regras são muito duras: quem for apanhado infringindo a lei terá de pagar uma multa de cerca de 18.000 euros ou um ano de prisão.

Fonte: BBC

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Jornalista profissional, possui graduação em Ciência Política e máster em Comunicação Política. Se preocupa especialmente com temas sociais e direitos dos animais.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest