Cientistas desenvolvem dispositivo que permite que você se comunique com as plantas

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Um dispositivo inovador capaz de se comunicar com as plantas por meio de sinais elétricos, recebendo informações sobre seu estado de saúde e, por sua vez, fornecendo entradas e comandos, vem de uma universidade em Cingapura. Novas perspectivas para uma agricultura inteligente que sabe enfrentar os desafios das mudanças climáticas.

É bem sabido que as plantas emitem sinais elétricos para perceber seu entorno e interagir com ele. O monitoramento desses sinais elétricos, comunicando-se de alguma forma com as plantas, pode criar novas oportunidades para vários campos de aplicação – incluindo robôs. Infelizmente, no entanto, esses sinais têm se mostrado muito fracos para serem percebidos; além disso, a superfície irregular e peluda das plantas dificulta o alcance a dispositivos eletrônicos que detectariam a transmissão de tais impulsos elétricos.

Cientistas da Universidade Tecnológica de Nanyang em Cingapura superaram esses obstáculos inspirando-se no sistema de eletrocardiograma – comumente usado para determinar anormalidades cardíacas medindo a atividade elétrica do coração. Os cientistas criaram um dispositivo de comunicação de plantas com um diâmetro de apenas 3 milímetros, capaz de transmitir e receber sinais elétricos de plantas.

Os cientistas colocaram o eletrodo na superfície de uma planta carnívora chamada “Vênus flytrap“, o que permitiu, por um lado, monitorar como a planta responde ao ambiente circundante de um ponto de vista elétrico e, por outro lado, transmitir sinais elétricos para a planta, levando-a a fechar as folhas. Esses sinais elétricos (totalmente inofensivos para a saúde das plantas) podem ser transmitidos por meio de um smartphone em uma frequência específica. Este dispositivo pode se adaptar a diferentes superfícies de plantas, permitindo avanços no campo da eletrofisiologia vegetal e abrindo novas oportunidades para tecnologias baseadas em plantas.

Chen Xiaodong, professor da NTU e autor do estudo, afirma: “A mudança climática está ameaçando a segurança alimentar em todo o mundo. Ao monitorar os sinais elétricos das usinas, podemos identificar possíveis anomalias e indícios de danos. Quando usado nos campos, os agricultores podem detectar problemas nas plantas que cultivam antes mesmo que os sintomas se manifestem totalmente. Isso nos dá a oportunidade de agir rapidamente e maximizar a colheita para a população”.

Fonte: Materiais Avançados / Nature Electronics

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Após terminar o bacharelado e o mestrado em tradução, tornou-se jornalista ambiental. Ganhou o prêmio jornalístico “Lidia Giordani”.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest