17 de julho: Dia de Proteção às Florestas e Dia do Curupira, o protetor delas

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

O Dia de Proteção às Florestas ou Dia do Protetor das Florestas é celebrado anualmente no dia 17 de julho. Entretanto, muitos preferem passar despercebidos por esse fato ou ignorá-lo propositalmente em virtude dos próprios interesses, sejam eles econômicos ou de consumo.

A nossa Floresta Amazônica é um exemplo disso, pois vem sendo alvo de desmatamento e degradação, há anos! Apesar do esforço das organizações e entidades não-governamentais como o Greenpeace, por exemplo, que lutam para defender não só a Floresta Amazônica, mas sim toda a biodiversidade do planeta, as florestas continuam morrendo e as consequências são desastrosas para todos nós.

Por esse motivo foi criado o Dia de Proteção às Florestas, que tem por objetivo conscientizar as pessoas sobre a importância de equilibrar nossos ecossistemas e preservar o habitat de diversas plantas e animais, para garantir também a nossa qualidade de vida.

Não é à toa que a Floresta Amazônica no Brasil, é chamada de “pulmão do mundo”. Ela é a maior floresta tropical do planeta, com uma biodiversidade incrível de árvores, plantas e animais de todos os tipos. Justamente por isso ela é uma das mais exploradas do mundo, porém de forma degradante.

Devido às nossas formas de consumo e ao crescimento das necessidades humanas, as florestas no geral têm sido ameaçadas por uma destruição descontrolada, culpa também da falta de gerenciamento ambiental adequado.

A degradação das florestas causa

  • erosão dos solos,
  • prejudica as bacias hidrográficas,
  • destrói e modifica o habitat dos animais fazendo com que eles morram e acabe com a biodiversidade do planeta.

Preservar as florestas é preservar a vida!

Aprendemos isso desde a época da escola, mas parece que não nos damos conta no decorrer da vida.

Provavelmente você deve se lembrar de um personagem folclórico chamado Curupira. Ele era um espírito mágico que habitava as florestas e sua característica marcante era os pés virados para trás e os cabelos vermelhos cor de fogo.

Dia de Proteção às Florestas

Dia de Proteção às Florestas

A lenda diz que o Curupira protege as florestas das agressões humanas, como desmatamento e caça aos animais. Os pés virados serviam para afugentar os humanos, pois davam a impressão de estarem próximos a ele, quando na verdade era o contrário. Dessa forma, os agressores perdiam-se na mata e nunca mais eram encontrados. Além disso, ele tinha poderes para ressuscitar os animais mortos pelo homem, diz a lenda.

Assim como o Curupira, que é apenas um personagem folclórico, existem muitos outros que buscam fazer o mesmo papel, mas que infelizmente perderam suas próprias vidas tentando salvar as florestas.

O Greenpeace, por exemplo, é uma organização não-governamental bastante conhecida que vem lutando há anos contra as destruições do meio ambiente. Eles já fizeram vários documentários para alertar as pessoas e, um deles inclusive, apresenta histórias de outros “Curupiras” que morreram cruelmente tentando impedir que madeireiros ilegais continuem desmatando as florestas de forma inconsequente.

Chico Mendes, por exemplo, foi morto em 1988 em consequência da sua luta contra o desmatamento e o massacre dos índios. Ele era contra a destruição da Amazônia, mas seu posicionamento gerou revoltas e ameaças que acabaram levando à sua morte.

“Não quero flores no meu enterro, pois sei que vão arrancá-las da floresta”, frase de Chico Mendes.

É muito triste saber que muitos “curupiras” são mortos só pelo fato de estarem pensando no futuro do planeta…Claro que não queremos perder a nossa vida da mesma forma cruel, mas podemos adotar algumas atitudes para preservar as florestas e garantir nossa segurança e qualidade de vida.

O que você pode fazer para proteger as florestas

Organizações e entidades não-governamentais como o Greenpeace desenvolveram algumas ações práticas para ajudar as pessoas a colaborarem com a preservação das florestas. Por exemplo:

  • Usar produtos feitos com madeira de reflorestamento (identificadas com selo ou certificado);
  • Não colocar fogo nas matas;
  • Não jogar lixo no meio ambiente;
  • Priorizar papéis recicláveis;
  • Não jogar cigarros ou objetos em combustão nas florestas.

Sejamos todos Curupiras

O Dia de Proteção às Florestas e do Curupira é lembrado no dia 17 de julho, mas essa data não deve ser em vão e a luta deve seguir durante todos os dias do ano, em cada gesto nosso.

Não devemos deixar que o interesse econômico continue acabando com a vida dos “Curupiras” que lutam para manter nossas florestas. Nós todos fazemos parte desse planeta e, se as madeireiras continuam a desmatar, é porque nós demandamos do que eles oferecem.

Contudo, devemos ter a consciência de que a nossa demanda de consumo pode custar a vida de muita gente inocente, inclusive a nossa que futuramente sofrerá as consequências do desaparecimento das florestas.

Tente percorrer o caminho inverso do consumo e você descobrirá a verdadeira origem de tudo o que você consome no seu dia-a-dia. Pense nisso!

Talvez te interesse ler também:

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Formada em Administração de Empresas e apaixonada pela arte de escrever, criou o blog Metamorfose Ambulante e escreve para GreenMe desde 2018.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest