Em 30 anos, o aquecimento global provocou o derretimento de 28 trilhões de toneladas de gelo

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Cientistas do Reino Unido revelam que a Terra já perdeu cerca de 28 trilhões de toneladas de gelo, em quase 30 anos. Isso se deve ao aquecimento global causado pelo aumento nas emissões de gases de efeito estufa.

Pesquisadores das universidades de Leeds, Edimburgo e da University College London, alertaram ao The Guardian para o fato de que o gelo derretido pode aumentar o nível do mar em um metro, até o final do século. Isso pode fazer com que as pessoas que moram em regiões baixas tenham que deixar suas casas e busquem regiões mais altas.

Além disso, o derretimento do gelo reduz a capacidade do planeta de refletir a radiação solar de volta para o espaço. Isso ocorre porque o gelo branco, que funciona como um “espelho”, desaparece fazendo com que o mar ou o solo escuro que estava embaixo dele absorva cada vez mais calor e aqueça o planeta.

Segundo os cientistas, a água doce fria que jorra do derretimento das geleiras prejudica a saúde biológica das águas do Ártico e da Antártica, ao passo que a perda das geleiras das montanhas destroem as fontes de água doce das comunidades locais.

Este é o pior cenário nas previsões do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), desde 1990, quando foi feita a primeira publicação. Essas previsões são feitas através de satélites, as quais abrangem regiões como América do Sul, Ásia, Canadá, Antártica, Groelândia e o Ártico.

O estudo em questão foi concluído em 2017 e os pesquisadores atestaram que todas as regiões sofreram destruições devastadoras nas camadas de gelo. Pelos cálculos, foram derretidas 28 trilhões de toneladas de gelo, em quase três décadas.

E as perdas continuam… Segundo a publicação, a temperatura do planeta subiu em 0,85ºC (mar e atmosfera), desde 1880. Tudo isso em decorrência do aquecimento global provocado pelo aumento nas emissões de gases de efeito estufa, gerado pela queima de combustíveis fósseis.

Dados extraídos pelo The Guardian no Met Office revelaram que, entre 1980 e 1989, houve um aumento de 0,14ºC nas temperaturas globais. Já de 1990 a 1999, esse número subiu para 0,2ºC. Com esses dados, a expectativa dos cientistas é de que essa taxa aumente para cerca de 0,3ºC por década, infelizmente.

Concluindo, se continuarmos aumentando as emissões de gases de efeito estufa, a temperatura da Terra como um todo vai subir, as camadas de gelo vão derreter e o nível dos oceanos vai subir ainda mais, alertam os cientistas. Ou seja, precisamos agir enquanto ainda há tempo e gelo nas geleiras!

Talvez te interesse ler também:

Degradação da Amazônia afeta todo o clima brasileiro, causa seca e muitos outros problemas

Índia: 2 milhões de pessoas plantam 20 milhões de árvores em apenas 1 dia

Temperatura global deve aumentar pelo menos 1°C nos próximos 5 anos

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Formada em Administração de Empresas e apaixonada pela arte de escrever, criou o blog Metamorfose Ambulante e escreve para GreenMe desde 2018.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest