Voluntários encontram centenas de máscaras e luvas nas praias: a epidemia do plástico em tempos de Covid-19

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Com o início da pandemia surgiu também um novo perigo silencioso e generalizado. Se por um lado estamos banindo canudos de plástico, por outro, a nova fronteira da poluição toma forma: máscaras e luvas descartáveis. Em todos os lugares, em todos os cantos do mundo, elas estão lá para ameaçar a saúde do nosso planeta.

Alguns voluntários britânicos sabem muito bem disso, já que nas últimas semanas encontraram uma nova maré perturbadora nas praias antes intocadas: centenas de máscaras descartáveis, luvas de plástico e outros detritos, todos gerados pelo Covid-19.

Emily Stevenson, mais conhecida como “The Beach Guardian”, é uma bióloga marinha que passa seu tempo limpando as costas da Cornualha com seu pai Rob e voluntários da instituição de caridade Beach Guardian.

Nos últimos dois meses, Emily e toda a equipe coletaram 650 luvas de plástico e 250 máscaras faciais no curto trecho da costa entre Padstow e Newquay.

emily-stevenson

©Emily Stevenson

“Encontramos em média de cinco a dez máscaras cada vez que limpamos” – diz Emily, que destaca como agora o PPE está em praticamente todo lugar.

O que nem todos sabem é que muitas máscaras possuem finas camadas de plástico, incluindo polipropileno não reciclável, polietileno e vinil. Mesmo se descartados de maneira adequada, eles vão acabar e aterros sanitários ou serão incinerados, liberando gases tóxicos.

E não só isso: deixado no oceano, esse material levará cerca de 450 anos para se degradar. E quando uma máscara é jogada no chão ou pela janela de um carro, ela pode facilmente encontrar seu caminho para o mar. Além disso, o plástico gerado pela Covid pode ser facilmente engolido por criaturas marinhas e encher o estômago, diminuindo a sensação de fome e enfraquecendo o animal, com uma morte lenta e dolorosa.

Emily Stevenson

©Emily Stevenson

Pedaços grandes podem bloquear os intestinos, enquanto pedaços menores podem se espalhar ao serem expulsos, colocando ainda mais animais em risco. As tiras elásticas que prendem as máscaras descartáveis ​​são particularmente perigosas para os animais selvagens, que podem facilmente ficar presos nos anéis.

Mesmo quando o vírus é eventualmente contido, parece que os efeitos do Covid-19 estarão conosco por gerações. As coisas vão piorar à medida que a pandemia continuar, a menos que as pessoas comecem a assumir a responsabilidade por seus próprios resíduos.

Fonte: Beach Guardian

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest