Como funcionará o Manta, o catamarã que limpará os oceanos de resíduos plásticos

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Um catamarã que recolhe e recicla resíduos plásticos recolhidos do mar: trata-se do Manta, da ONG TheSeaCleaners, a primeira embarcação concebida para recolher, tratar e reaproveitar grandes volumes de detritos plásticos flutuantes presentes em águas altamente poluídas, ao longo da costa, em estuários e na foz de grandes rios. O lançamento está previsto para 2024.

Assim como os peixes como as raias ou diabos-do-mar, que se alimentam de organismos planctônicos, o Manta extrairá microplásticos de 10 mm de altura e até 1 metro de profundidade. E mais: dependendo da densidade e proximidade das camadas de resíduos, o barco poderá coletar de uma a três toneladas de resíduos por hora.

O Manta também hospedará outras missões científicas a bordo e, uma vez no porto, realizará conferências educacionais e de aprendizagem.

Como funciona o Manta

O Manta irá extrair macro-resíduos flutuantes e detritos menores de acima de 10 milímetros e até um metro de profundidade. Dependendo da densidade e proximidade das camadas de resíduos, o Manta pode coletar de 1 a 3 toneladas de resíduos por hora, com o objetivo de coletar de 5 a 10 mil toneladas por ano. Pode funcionar até 20 horas por dia, 7 dias por semana.

O Manta está equipado com quatro sistemas de colheita complementares:

  • correias de coleta de resíduos, que transportam os resíduos a bordo; três sistemas de coleta flutuantes, que têm uma extensão de coleta de 46 metros e coletam resíduos superficiais;
  • dois pequenos barcos de coleta multiuso, ou “Mobulas”, que podem coletar micro e macro resíduos plásticos das partes mais baixas e estreitas do oceano que a Manta não pode alcançar;
  • dois guindastes laterais, que puxam os maiores pedaços de detritos flutuantes para fora da água.
manta-seaclean

©TheSeaCleaners

Com uma pegada de carbono minimizada, o Manta será equipado com velas DynaRig e quatro motores elétricos movidos por duas turbinas eólicas e 2.000 m² de painéis solares, todos combinados com um poderoso sistema de armazenamento.

Durante as fases de coleta, um sistema de som manterá os cetáceos e outros peixes fora da trajetória para evitar capturas acidentais. O Manta conta ainda com um laboratório científico a bordo que permitirá a geolocalização, quantificação e qualificação dos resíduos. Os dados serão fornecidos a toda a comunidade internacional.

O Manta é um barco de alto mar com ação costeira. O mapa abaixo mostra as primeiras áreas de atividade da Manta, que irá intervir prioritariamente nos estuários e na foz dos rios mais poluídos. As primeiras missões do Manta devem ocorrer no sudeste asiático:

manta-seaclean

©TheSeaCleaners

O lançamento está previsto para 2024, se a equipe do TheSeaCleaners alcançar o valor de crowdfunding para apoiar o projeto. Para gerenciar os pátios de triagem, o Manta terá então que acomodar 22 tripulantes e 12 passageiros, entre cientistas e pesquisadores.

Fonte: The Sea Cleaners

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest