Bolsonaro não desiste: “A Amazônia não queima porque é úmida”, mas é uma grande mentira

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

“A Amazônia? Não queima porque é úmida”: diz Jair Bolsonaro, o presidente do Brasil, ou melhor, repete. Desta vez a mentira (porque é isso mesmo) foi reiterada durante encontro com investidores em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

“Os ataques que o Brasil sofre no que diz respeito à Amazônia não são justos. Mais de 90% dessa área está preservada, é exatamente a mesma de quando foi descoberta em 1500. A Amazônia é fantástica ”, teve a coragem de dizer.

Uma frase dita com muita leveza e ousadia que não falta respeito apenas à floresta tropical, devastada pelo desmatamento selvagem, mas também às comunidades indígenas que há anos lutam para proteger seus territórios e os acusam de ecocídio.

Falsas alegações desmistificadas por fatos

“O fato de a floresta não pegar fogo é meia verdade. Não provoca incêndios florestais porque é uma floresta úmida. A floresta não arde naturalmente, mas se alguém ateia fogo, ela arde ”, destacou Marcio Astrini, secretário executivo do Observatório do Clima.

E de fato é o que vem acontecendo há algum tempo na Amazônia: nosso pulmão corre o risco de desaparecer não por causa dos incêndios que eclodiram de causas naturais, mas pelas políticas fortemente antiambientais de Bolsonaro, que não quis participar da COP26, confirmando seu indiferença à crise climática.

Segundo relatório da ONG Imazon, só nos últimos 12 meses a taxa de desmatamento cresceu 57%. Só em julho deste ano, a floresta amazônica perdeu uma área maior que a da cidade de São Paulo e, em relação a julho de 2020, a taxa de desmatamento saltou 80%.

Em suma, a declaração de Bolsonaro é patentemente falsa. A Amazônia não é de forma alguma idêntica a décadas atrás, mas é cada vez mais angustiante. 

20% da Amazônia já foi desmatada – explica Tasso Azevedo, coordenador da MapBiomas (plataforma que trata do mapeamento anual dos solos explorados no Brasil) – Se considerarmos as áreas que sofreram incêndios ou que sofreram exploração irregular de florestas ou mineração, a devastação de terras afeta pelo menos outros 20%. Portanto, não podemos falar de uma Amazônia totalmente preservada. A Amazônia está passando por graves ameaças. A única coisa que está em 1500 é o governo tentando roubar terras dos povos indígenas, promovendo invasões e desmatamento.

Diante das afirmações de Bolsonaro, não podemos deixar de nos perguntar: como alguém mente tão descaradamente diante das evidências?

Fontes: G1 (Globo) / UOL 

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Graduada em mídia, comunicação digital e jornalismo pela Universidade La Sapienza, ela colaborou com Le guide di Repubblica e com alguns jornais sicilianos. Para a revista Sicilia e Donna, ela tratou principalmente de cultura e entrevistas. Sempre apaixonada pelo mundo do bem-estar e da bio, desde 2020 escreve para a GreenMe.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest