No Canadá, a “tempestade do século” continua. Estado de emergência declarado na Colúmbia Britânica

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Eles a chamam de “tempestade do século”: na Colúmbia Britânica, a província mais a oeste do Canadá, houve praticamente um mês de chuva misturada com neve nas últimas 24 horas. Estado de emergência declarado.

Uma rodovia literalmente quebrada, a Rodovia Coquihalla , e ferrovias imobilizadas: dois dias de chuva torrencial atingiram a Colúmbia Britânica, Canadá, causando inundações e deslizamentos de terra que bloquearam os trilhos das duas principais ferrovias do país e varreram partes da via principal leste-oeste , a Rodovia Trans-Canada.

Após a evacuação desesperada de 50 vacas presas, eles acertadamente a chamaram de ” tempestade do século “, ou ” tempestade mortal “, que está deixando para trás um verdadeiro rastro de devastação, com pelo menos um morto e vários desaparecidos.

Vancouver está completamente isolada, com estradas e ferrovias cortadas por escombros, inundações de rios e deslizamentos de terra arrastados rio abaixo. Como a Rodovia Coquihalla, que liga Vancouver ao resto do país, que em alguns pontos desabou ou submergiu pela água.

Mesmo na cidade de Merritt, cerca de 300 km ao norte de Vancouver, pelo menos 7.000 residentes permaneceram isolados. Muitos distritos também foram evacuados, incluindo 1.100 pessoas em áreas da cidade de Abbotsford. Cerca de 1.100 pessoas na cidade de Hope, a cerca de 120 quilômetros de Vancouver, estão isoladas e sem suprimentos.

Não tenho dúvidas de que esses eventos estão ligados às mudanças climáticas, são de natureza inédita – diz Mike Farnworth, ministro provincial de segurança pública da região, que entre outras coisas foi devastado há poucos meses por inúmeros incêndios florestais.

Na verdade, o impacto das mudanças climáticas na frequência das tempestades agora está bem estabelecido e sabemos que o aumento da temperatura da superfície do mar aquece o ar e disponibiliza mais energia para impulsionar furacões, ciclones e tufões. Na COP26 que acaba de se encerrar houve muita discussão e acordos tímidos foram alcançados. Ainda há muito o que fazer.

Fonte: BBC

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Jornalista freelance, nascida em 1977, formada com honras em Ciência Política, possui mestrado em Responsabilidade Corporativa e Ética e também em Edição e Revisão.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest