Saiba por que a dengue agora pode ser mais comum nas grandes cidades

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

A Universidade Estadual Paulista (UNESP) fez um estudo, publicado na revista científica PLOS, que demonstra que o avanço da destruição do Cerrado está diretamente ligado ao aumento do número de casos de dengue na região.

E se o ritmo do desmatamento continuar nos patamares atuais, em 2030 toda a área restante do Cerrado terá um aumento considerável dos casos da doença, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

“O aumento dos casos de dengue está relacionado à redução da cobertura vegetal do Cerrado”, afirma o engenheiro florestal Arlindo Ananias Pereira da Silva, da Unesp, principal autor do estudo. “Se não houver política pública específica e regionalizada, algumas regiões vão ter um impacto muito grande.”

O Estado que mais preocupa é Minas Gerais. Dos 2,2 mil casos por 100 mil habitantes, até 2030 os registros da doença pulariam para 4 mil por 100 mil habitantes. Para evitar esses números alarmantes, o país teria que controlar o desmatamento e adotar novas políticas ambientais e de saúde pública.

Em 2020, de um total mundial de 2,7 milhões de casos de dengue, 36,5% foram no Brasil e, desses, mais da metade deles foi no Cerrado. De 2008 a 2019, a dengue matou 6,4 mil pessoas em território brasileiro.

Esse aumento da dengue está ligado principalmente à urbanização, sobretudo em cidades sem infraestrutura de saneamento básico. A perda do hábitat e a redução de predadores naturais também ’empurra’ o inseto para áreas urbanizadas, espalhando a dengue pelas cidades.

“Quando o mosquito está inserido em ambiente florestal, há meios de controle, com os predadores e também por conta da cobertura vegetal, o microclima”, explica o pesquisador. “Com o desmatamento e a monocultura, você aumenta as temperaturas, amplia a oferta de alimento e reduz os predadores naturais; isso é tudo o que o mosquito quer para se reproduzir.”

O desmatamento do cerrado vinha diminuindo desde 2005, mas em 2020 aumentou novamente13,2% em comparação ao ano anterior. Atualmente, a região é a maior produtora agropecuária do País.

O Cerrado é o bioma que mais sofreu alterações por causa da ocupação humana e hoje é considerado um dos 25 ecossistemas do planeta em alto risco de extinção. Alguns cientistas inclusive acham que, até 2030, o Cerrado pode estar totalmente destruído.

 

Fonte: terra

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest