Aquecimento global vai agravar inundações para 2,2 milhões de pessoas no RJ

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Triste cenário em Belford Roxo e Nova Iguaçu —dois dos maiores municípios da Baixada Fluminense— após o último fim de semana. A enchente que atinge a região tem relação direta com as mudanças climáticas provocadas pelo aquecimento global, segundo especialistas ouvidos pelo UOL.Estudos compilados pelo Climate Central mostram que as inundações vão se agravar em municípios da baixada nas próximas três décadas, ampliando a área atingida e afetando milhões de pessoas (veja o mapa abaixo).Só nas bacias dos rios Sarapuí e Iguaçu, principais eixos drenantes da baixada, ao menos 2,2 milhões de pessoas já vivem sob risco de inundações. Com o aquecimento global, que fará gelos derreterem e o nível do mar aumentar, o escoamento das chuvas ficará ainda mais problemático e os temporais cada vez mais frequentes, segundo o Climate Central, organização que une cientistas e jornalistas para divulgar pesquisas sobre os impactos das mudanças climáticas.

Portanto, as mudanças climáticas vão afetar ainda mais a população pobre e vulnerável da região, acentuando um ciclo de pobreza e exclusão na Baixada Fluminense.

“Não tem mais cama, não tem guarda-roupa. Não adianta a gente ir para a loja comprar porque no outro ano vai perder tudo. Não adianta comprar móvel caro e estragar. É jogar dinheiro no lixo”, relata Maelson de Andrade, que mora às margens do rio Iguaçu, em Duque de Caxias.

O engenheiro Matheus Martins de Sousa, professor do Departamento de Recursos Hídricos e Meio Ambiente da Escola Politécnica da UFRJ, afirma:

“Tanto o rio Iguaçu quanto o Sarapuí têm uma configuração muito propícia a inundações. Quando chove, o mar funciona como uma parede segurando o escoamento e impede que a cheia desça”,

A progressiva elevação do nível do mar também deve agravar a situação, e nos próximos anos as mudanças climáticas devem aumentar em até 30% o volume das chuvas.

As chuvas que hoje não provocam inundações vão passar a provocar, porque o nível do mar formará uma barreira maior. E chuvas que já provocam inundações provocarão ainda piores. Completa Matheus.

Segundo as pesquisas de Sousa, quanto maior a elevação do nível do mar mais tempo as inundações ao longo dos rios da baixada podem durar. Afinal, o maior volume da água do mar vai dificultar o escoamento desses rios para a Baía de Guanabara.

Nova Iguaçu registrou na última sexta-feira (1º) 222 mm de chuvas —175% do volume esperado para abril. Em Belford Roxo, o acumulado foi de 228 mm —185% do previsto para este mês.

Às margens do rio Botas, o volume extremo de chuvas fez com que a água atingisse locais que nunca tinham sido atingidos antes —mostrando na prática o que dizem os especialistas.

Foi o que aconteceu na casa de Luciana de Oliveira, 41, que vende lanches em um trailer na região.

Na porta de sua casa, no São Bernardo, havia colchões, sofá, poltronas e guarda-roupas. Tudo destruído. A família viveu momentos de terror ao tentar escapar da inundação na noite de sexta.

“Tivemos que passar o neném pelo muro. Na rua, a água estava indo até o pescoço. Nunca vi nada assim aqui”, diz ela.

Luciana, a filha e as crianças que vivem na casa permaneceram durante 3 dias no telhado, esperando a água baixar.

“Ficamos três dias na laje, descemos hoje [segunda (4)]. Passamos a noite toda molhadas, com frio e fome. A vizinha que nos deixou no terraço tinha uns três lençóis secos. Cobrimos as crianças, que estavam com frio”, relata.

Fonte: notícias.uol

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest