Seca mundial: estas são as ações mais simples que você pode tomar em casa para evitar o desperdício de água

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

A água é um bem cada vez mais escasso, e assim como acontece em algumas regiões do Brasil, muitos países estão enfrentando uma grande seca, entre eles a Itália.

Devido à seca recorde, o país está enfrentando uma das mais graves crises hídricas de todos os tempos. Na Lombardia a água destinada ao uso agrícola já se esgotou, enquanto o Piemonte emitiu o alerta vermelho pedindo ajuda também ao Vale de Aosta e apelando ao Estado para pedir o reconhecimento do estado de calamidade e emergência.

A agricultura italiana está agora de joelhos: Coldiretti estimou danos ao setor em 2 bilhões de euros. Embora haja escassez de fertilizantes nas fazendas, especialmente milho, e vacas desnutridas e estressadas pelas altas temperaturas, estão produzindo até 10% menos leite.

À luz dessa situação dramática, o governo Draghi está desenvolvendo um plano que deve iniciar o racionamento de água na área.

E por aqui? O que podemos fazer para também economizar água? Seguindo algumas dicas simples, na realidade, é possível economizar até 10 mil litros de água por ano, como aponta a Utilitalia, Federação que reúne as empresas que atuam nos serviços públicos de Água, Meio Ambiente, Eletricidade e de Gás.

As regras de ouro a seguir para evitar o desperdício de água

Para evitar o consumo excessivo de água neste período, oferecemos-lhe o manual desenvolvido pela Legambiente. Aqui estão 10 regras de ouro que devem ser seguidas sempre e não apenas em períodos de seca como o que estamos vivendo:

  1. Sempre use máquinas de lavar e lava-louças SOMENTE com cargas completas
  2. Lavar pratos, frutas e legumes em uma bacia e não em água corrente : isso economiza aproximadamente 6.000 litros de água potável por ano
  3. Lave a loiça com a água da cozedura da massa ; é um excelente desengordurante que pode ser usado em conjunto com detergentes reduzindo assim as quantidades utilizadas
  4. Encaixe dispositivos de franja de jato e limitadores de vazão nas torneiras, garantindo um menor consumo de água de 6.000 litros por ano em uma família de três
  5. Na higiene pessoal e doméstica, feche as torneiras ao fazer a barba ou escovar os dentes : desta forma, você pode economizar cerca de 2.500 litros de água por pessoa por ano
  6. Instale e aproveite ao máximo o vaso sanitário inteligente com descarga dupla: o autoclismo com descarga tem um volume médio de cerca de 10 litros e o de dois volumes diferentes de água (3/4 litros e 6/9 litros), dependendo da necessidades, economizará cerca de 100 litros de água por dia.
  7. Escolher um chuveiro em vez de um banheiro para economizar 1.200 litros de água potável por ano, encher a banheira consome quatro vezes mais água do que um chuveiro
  8. Reparar todas as fugas (de torneiras, autoclismos…), mesmo as aparentemente insignificantes: graças a esta prática é possível poupar num ano uma quantidade de água igual a cerca de 21.000 litros para fugas da torneira e cerca de 52.000 litros se você bloqueia o fluxo lento, mas constante de água do banheiro
  9. Verifique periodicamente o medidor: o monitoramento constante do consumo é a melhor maneira de detectar imediatamente vazamentos acidentais
  10. Comer de forma consciente e responsável: um bom consumidor deve considerar, além da água utilizada diretamente, também aquela utilizada para produzir alimentos: por exemplo, para produzir 1 kg de carne bovina, são necessários cerca de 15.000 litros de água, para um kg de porco 4.000 litros, para um kg de frango 3.900 litros, para um kg de batata 800 litros; e novamente para 1 kg de café são necessários 16.000 litros de água, para um kg de massa seca 1.900 litros, para um kg de trigo 1.800 litros, 1 kg de laranja 460 litros e 1 kg de alface 130 litros.

Se feitas em larga escala, essas ações podem realmente fazer a diferença em um momento tão crítico, em que estamos percebendo o quanto a água é essencial para nossas vidas e também para a economia do país.

Fonte: Legambiente

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Graduada em mídia, comunicação digital e jornalismo pela Universidade La Sapienza, ela colaborou com Le guide di Repubblica e com alguns jornais sicilianos. Para a revista Sicilia e Donna, ela tratou principalmente de cultura e entrevistas. Sempre apaixonada pelo mundo do bem-estar e da bio, desde 2020 escreve para a GreenMe.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest