Virada Sustentável: exposição de artista israelense leva a fauna brasileira para a Faria Lima

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Apesar de a sustentabilidade ter ganhado relevância para o mundo corporativo nos últimos anos, o tema ainda parece distante dos olhos de quem trabalha em grandes escritórios. Quem passa pela Avenida Brigadeiro Faria Lima, na zona oeste de São Paulo, está acostumado a ver prédios espelhados, patinetes elétricos e pessoas vestindo roupas sociais, mas pouco verde. Por isso, a Virada Sustentável, maior festival de sustentabilidade do País, escolheu o local para a instalação de uma exposição sobre a fauna brasileira.

Chamada “Animofras”, a exposição fica na Alameda das Artes, no Complexo B32, e é um mix dos animais que existem no território brasileiro com a percepção da artista visual israelense Ofra Grinfeder, que assina o projeto e tem obras de arte espalhadas pela Europa, Ásia e Estados Unidos. São 80 obras metálicas sobre a fauna brasileira ao longo de um muro de 64 metros a céu aberto.

“A artista foi escolhida para desenvolver esse trabalho por ter uma sólida carreira artística, com mais de 50 anos, e por ter uma linha de trabalho muito sustentável, antes mesmo de desse termo ser muito discutido”, explica Ana Gazic, curadora da exposição.

Reciclagem de materiais

Ofra Grinfeder é conhecida por criar arte a partir de objetos descartados e na exposição da Faria Lima não foi diferente. A artista reciclou materiais, em especial peças de metal, para moldar as esculturas de animais que foram instaladas em peças de alvenaria.

“Eu havia feito um painel de tecido, com 72 metros, que conta a histórias dos bichos em extinção com desenhos bordados. Na época, usei roupas e panos reciclados, todos aplicados e bordados”, conta a artista. “Seguindo com essa linha, pensei em trazer para essa exposição animais de outra realidade, utilizando aço cortado e enferrujado para representar a fauna brasileira.”

Arte na rua

Gratuita e visível por todos que passam pelo local, a ideia por trás de “Animofras” é democratizar a arte, sensibilizar as pessoas quanto à importância da preservação da fauna brasileira e passar uma mensagem de sustentabilidade.

“A nossa proposta, ao colocar a exposição na Alameda, é trazer o artista para fora da galeria de arte. Ao fazer isso, desafiamos o artista para que ele crie mais obras para ambientes externos, com peças que possam ficar no sol e na chuva, peças que façam parte da cidade e do dia a dia das pessoas”, explica Gazic.

Apesar de esta ser a última semana da Virada Sustentável, que ao longo de novembro teve mais de 700 atividades, a exposição ficará disponível ao público até 20 de maio de 2023. A Alameda das Artes fica entre a Rua Leopoldo Couto Magalhães e Rua Fernandes de Abreu, no Itaim Bibi, e funciona de terça a domingo das 9 às 19h.

Fonte: Terra

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest