Vídeos mostram porcos criados no Brasil em meio à sujeira, submetidos à impiedosa violência

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Para quem ainda tem dúvidas sobre a crueldade que os animais de fazendas industriais sofrem, vejam os vídeos feitas por duas ONGs Internacionais de Proteção Animal sobre a crueldade que os porcos sofrem, para serem servidos nas mesas dos brasileiros.

Os vídeos mostram porcos sendo agredidos com bastões de choques elétricos, criados em condições terríveis, inaceitáveis, em meio à fezes e urina, em ambiente totalmente insalubre.

Uma das ONGs responsáveis pelas revelações é a Animal Equality que tem também sede no Brasil. A narração do mini-documentário é feita pela ativista e artista Ellen Jabour, que relata as cenas de porcos submetidos a horríveis e impiedosos atos de violência!

Este vídeo também mostra o que os cientistas vêm alertando sobre o surgimento de novas doenças com o consumo de carne. Sobre essa questão, Taís Toledo, Gerente de Responsabilidade Social Corporativa da Animal Equality Brasil, comenta:

“A pandemia de COVID-19 tornou urgente a discussão sobre o tratamento dispensado aos animais pela indústria da carne. O tratamento dispensado aos animais tem reflexo direto na saúde dos seres humanos”

Segundo a ONU, 70% das novas doenças que infectam os seres humanos têm origem animal.

Cenas chocantes

Este é o vídeo da investigação feita pela Animals Equality.

Aviso: CENAS FORTES

Não recomendável para pessoas sensíveis.

Violência contra porcas gestantes

Nesses locais onde são criados os suínos para o consumo humano, não há compaixão nem pelas porcas gestantes e as que tiveram seus filhotes pois, as fêmeas são colocadas em gaiolas individuais com pouquíssimo espaço para mobilidade, sendo obrigadas a passarem o dia nessas condições de sofrimento.

Outra ONG que investiga, registra e faz denúncias sobre os maus-tratos dispensados aos porcos, é a Mercy For Animals (MFA).

Este vídeo é narrado pela apresentadora e ativista Xuxa Meneghel que denuncia os maus-tratos contra suínos em uma granja de Minas Gerais. Para poder fazer o registro do que acontece dentro desta fazenda, a Mercy for Animals,  se valeu da tecnologia de drones.

No vídeo, Xuxa, que é vegana desde 2018, aponta as agressões que os porcos sofrem, apanhando de bastões, além de receberem constantes choques elétricos.

Sobre toda essa crueldade ela faz o seguinte apelo:

“Cabe a cada um de nós ajudar a mudar essa realidade, escolhendo uma alimentação livre de sofrimento animal. Se você também quer que imagens como essas sejam coisas do passado, peça pelo fim das fazendas industriais.”

Vale lembrar que isso não é um acontecimento isolado, pois, Sandra Lopes, diretora-executiva da Mercy for Animals, no Brasil, lembra que:

“A MFA já realizou mais de 75 investigações secretas e, em todas as ocasiões, encontrou documentos e situações chocantes. É uma questão de que os próprios padrões da indústria permitem o extremo sofrimento animal.”

Descumprimento de lei contra crueldade animal

Outro agravante relacionado à criação de animais de abate para consumo humano, é que essa atividade vai contra o artigo 225, inciso VII, da Constituição brasileira, que veda práticas que submetam os animais à crueldade.

“Nossas equipes de investigação têm constatado que as fazendas industriais não respeitam a Constituição no que diz respeito aos animais. A proteção aos animais domésticos é indiscutível pela opinião pública, mas as pessoas muitas vezes se esquecem de que se estende aos porcos, ao gado, aos peixes e às aves criadas para a alimentação humana”, explica Taís Toledo.

Vale ressaltar que essas cenas não ocorrem só no Brasil;  a Animal Equality  é uma organização internacional e tem registrado cenas semelhantes em fazendas industriais mundo afora.

Reflita

Como disse o célebre ativista e cantor britânico Paul McCartney:

“Se os matadouros tivessem paredes de vidro, todos seriam vegetarianos. Nós nos sentimos melhores com nós mesmos e melhores com os animais, sabendo que nós não estamos contribuindo para o sofrimento deles.”

A única forma de parar com toda essa tortura e crueldade é optando por uma vida livre de sofrimento animal. No Greenme existem muitos conteúdos que mostram como isso é possível, saudável e ético, promovendo o respeito à vida, à nossa saúde e à preservação de nosso planeta!

Para acabar com toda a crueldade nas criações de porco, a Mercy For Animals (Brasil) criou uma Petição pelo fim das fazendas industriais. Para apoiar e assinar é só acessar:  https://www.terrordosporcos.com.br 

Talvez te interese ler também:

Porque a crueldade não se restringe à criação de porcos, confira nos conteúdos abaixo o que acontece com outros animais criados para servirem ao consumo humano:

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest