Gripe aviária: 6 milhões de frangos mortos no Japão, e a Índia fecha o maior mercado de aves

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

A gripe aviária continua a se espalhar por todo o mundo, levando a um verdadeiro massacre de pássaros que são abatidos em massa nas fazendas assim que a presença da doença é descoberta. O Japão registra um recorde real: 5,8 milhões de frangos já foram abatidos e em breve ultrapassará os 6 milhões!

Desde novembro de 2020, uma cepa altamente patogênica do vírus da gripe aviária (felizmente não é perigosa para os humanos) foi detectada em 36 granjas em 15 prefeituras japonesas.

Isso levou a um abate de frangos muito semelhante ao que ocorreu durante a epidemia de gripe aviária de 2005-2006, quando 5,78 milhões de frangos infectados foram sacrificados nas prefeituras de Ibaraki e Saitama.

Segundo relatos da emissora NHK, desta vez o número deverá ser maior e chegará a cerca de 6 milhões quando o atual assassinato for concluído.

Os levantamentos realizados nas fazendas, entre outras coisas, também apontaram casos em que as diretrizes não foram respeitadas. Algumas fazendas não realizavam a desinfecção adequada e algumas possuíam aberturas em suas instalações que permitiam a entrada de animais silvestres.

Outros países também enfrentam uma verdadeira emergência relacionada à gripe aviária. Entre eles está a Índia, onde a doença afetou vários milhares de pássaros em todo o país (atualmente foram afetados 9 estados).

Em Delhi, o mercado de Ghazipur, o maior mercado atacadista de aves, foi fechado depois que centenas de pássaros (principalmente corvos) foram encontrados mortos, mas também foi decidido fechar zoológicos, parques com lagos, reservas naturais e algumas fazendas.

Milhares de pássaros já foram abatidos em toda a Índia.

A Europa também é afetada pelo problema. Nós falamos sobre isso no seguinte artigo:

Gripe aviária: novo surto no Japão, 42 mil frangos foram abatidos 

Fontes: NHK Japan / The Indu

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Após terminar o bacharelado e o mestrado em tradução, tornou-se jornalista ambiental. Ganhou o prêmio jornalístico “Lidia Giordani”.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest