As baleias jubarte cantam e aprendem melodias diferentes

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Não somos os únicos a cantar no reino animal: este estudo mostra que as baleias jubarte também ‘cantam’ e adoram aprender novas ‘melodias’ das comunidades vizinhas

Que as baleias jubarte ‘cantam’ não é novidade, mas agora um novo estudo analisou os padrões de canto desses enormes animais marinhos para tentar entender a propagação das várias ‘melodias’ e as diferenças em várias áreas do mundo. De acordo com o que emergiu do estudo conduzido pela Royal Holloway University of London, as baleias jubarte no hemisfério sul são bem propensas a mudar seu canto rapidamente, enquanto aqueles que vivem no hemisfério norte tendem a mudá-lo mais gradualmente, fazendo apenas pequenas mudanças em sua música, melodia principal. Mas não só: parece plausível que os animais se lembrem de canções antigas, mas também estejam dispostos a aprender novas – assim como nós.

As baleias jubarte do hemisfério norte entram em contato umas com as outras durante a estação de suprimento de alimentos – e nesse processo os machos da espécie mudam o tom de sua melodia. O resultado é que todas as colônias cantam a mesma canção, que, no entanto, evolui lentamente com o tempo. Por outro lado, no hemisfério sul, as várias populações de baleias jubarte nem todas se reúnem na temporada de caça – suas interações são limitadas apenas às comunidades que vivem nas proximidades.

É por isso que não apenas as várias colônias cantam ‘melodias’ diferentes, mas também o tom dessas melodias é diferente: cada população recebe a melodia da comunidade mais ocidental e a transmite para a oriental, mudando-a a cada vez. Na transição de oeste para leste, é possível que a ‘melodia’ se mova de comunidades maiores para comunidades menores. Nessa troca contínua de mãos (muito parecida com a brincadeira de criança do telefone sem fio ) a melodia fica completamente distorcida e acaba ficando bem diferente da original.

Os pesquisadores usaram os dados coletados para criar modelos de computador e demonstrar como o canto das baleias jubarte pode mudar com base em como e como diferentes comunidades interagem umas com as outras. Analisando os padrões de música gravados em diferentes comunidades de baleias jubarte entre 1998 e 2008, descobriu-se que – como em nosso mundo – as músicas evoluíram e mudaram com freqüência e rapidamente, com novas ‘melodias’ se espalhando do oeste para o leste. 

Fonte: The Royal Society

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest