Surpresa no Quênia! Bebês elefantes gêmeos nascem pela primeira vez em mais de uma década

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

É uma grande festa na Reserva Natural Samburu, no norte do QuêniaDois elefantes africanos nasceram lá há alguns dias… gêmeos! Embora não seja tão surpreendente para os humanos, isso acontece uma vez em cada 100 nascimentos no caso desses animais. Quem deu à luz os dois filhotes, um menino e uma menina, foi a elefante Bora, de 16 anos, que já teve outro filho em 2017.

Os pequeninos parecem estar bem de saúde, mas os voluntários da ONG Save the Elephants, que cuida dos paquidermes na reserva há 28 anos, continuarão monitorando os elefantes nas próximas semanas.

Gêmeos raramente são encontrados em populações de elefantes e representam apenas 1% dos nascimentos. – explica Iain Douglas-Hamilton, fundador da Save the Elephants – Muitas vezes as mães não têm leite suficiente para sustentar dois filhotes. Na verdade, o nascimento de gêmeos só foi registrado uma vez antes, em Samburu, em 2006. Infelizmente, os dois bebês morreram logo após o nascimento na Reserva Nacional Shaba. Os próximos dias serão decisivos para os novos gêmeos, mas todos mantemos nossos dedos cruzados para sua sobrevivência.

Os elefantes africanos têm o período de gestação mais longo de todos os mamíferos. Dura 22 meses e os elefantes dão à luz a cada 4 anos. A Save the Elephants, uma ONG comprometida com a proteção desses animais à beira da extinção, continuará monitorando a saúde dos gêmeos nos próximos dias. Infelizmente, no Quênia e em outros países africanos, esses animais gigantescos estão em perigo não apenas pela fragmentação do habitat, mas também pela presença de caçadores que os matam para revender suas presas de marfim.

Felizmente, porém, os dados dos últimos anos são reconfortantes, pelo menos para o Quênia: aqui o número de elefantes dobrou, de 16.000 em 1989 para 34.000 em 2018.

Desejamos vida longa aos dois recém-nascidos!

Fonte: Salve os Elefantes 

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Graduada em mídia, comunicação digital e jornalismo pela Universidade La Sapienza, ela colaborou com Le guide di Repubblica e com alguns jornais sicilianos. Para a revista Sicilia e Donna, ela tratou principalmente de cultura e entrevistas. Sempre apaixonada pelo mundo do bem-estar e da bio, desde 2020 escreve para a GreenMe.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest