Descoberto nas abelhas uma habilidade extraordinária, que só os humanos têm (ou tinham)

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Além de serem fundamentais para a biodiversidade e muito criativas, as abelhas são criaturas surpreendentemente inteligentes. Com nós, humanos, eles compartilham uma habilidade matemática, que não foi confirmada em nenhuma outra espécie até agora: as abelhas são capazes de distinguir números pares de ímpares. Uma habilidade que surpreendeu os próprios cientistas, que realizaram um estudo publicado há poucos dias na revista científica Frontiers in Ecology and Evolution. 

Essa capacidade – conhecida como categorização ou classificação da paridade – é considerada pelos estudiosos como um conceito cognitivo abstrato e de alto nível sobre o homem. Mas pesquisas recentes desmentiram essa tese, revelando que as abelhas são muito melhores em matemática do que se pensava anteriormente.

Os resultados do experimento

A descoberta foi feita graças a um experimento realizado por pesquisadores de várias universidades e centros de pesquisa australianos. A equipe de estudiosos dividiu dezenas de abelhas recrutadas de 25 colméias em dois grupos. O primeiro grupo de insetos foi treinado para associar números pares com água com açúcar e números ímpares com um líquido de sabor amargo feito de quinina (um alcalóide natural originalmente feito da casca de uma planta). Os cientistas notaram que as abelhas foram capazes de distinguir até mesmo de elementos ímpares com uma precisão de cerca de 70%.

Além disso, a observação mostrou que esses insetos tendem a aprender a categorizar números ímpares com mais facilidade, ao contrário dos humanos que classificam números pares mais rapidamente.

Este estudo, portanto, demonstra que uma habilidade, antes apenas mostrada em humanos, é acessível a um cérebro com um número relativamente pequeno de neurônios. – Explicam os especialistas – Discutimos os possíveis mecanismos ou processos de aprendizagem que permitem às abelhas realizar essa tarefa de categorização, desde explicações numéricas, como contagem, até correspondência de elementos e memorização de estímulos ou padrões.

À luz do que foi descoberto, os cientistas pretendem continuar seus estudos para entender quais outras espécies animais possuem essa habilidade matemática.

“As descobertas devem encorajar mais testes de processamento de paridade em uma variedade maior de animais para informar sobre suas potenciais raízes biológicas, fatores evolutivos e potenciais avanços tecnológicos para o processamento de conceitos”, concluem os estudiosos australianos.

O que dizer? Nossas abelhas preciosas são verdadeiramente excepcionais por mais de uma razão!

Fonte: Fronteiras em Ecologia e Evolução

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Graduada em mídia, comunicação digital e jornalismo pela Universidade La Sapienza, ela colaborou com Le guide di Repubblica e com alguns jornais sicilianos. Para a revista Sicilia e Donna, ela tratou principalmente de cultura e entrevistas. Sempre apaixonada pelo mundo do bem-estar e da bio, desde 2020 escreve para a GreenMe.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest