Janus, a tartaruga de duas cabeças, completou 25 anos

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Seu nome é Janus, em homenagem ao deus romano de duas faces, e ele é um espécime masculino de Testudo graeca com duas cabeças, nascido em 1997 e criado na Suíça no Muséum Genève, um museu de história natural e instituto de pesquisa científica.

A tartaruga terrestre acaba de completar 25 anos, tornando-se o animal de duas cabeças mais longevo do mundo. De acordo com o Muséum Genève, este não é um problema genético , mas uma anomalia de desenvolvimento.

Geralmente essas condições levam à morte rápida do animal. No entanto, este não é o caso de Janus que celebrou um quarto de século em 3 de setembro.

Esta tartaruga tem duas cabeças, dois cérebros independentes e duas personalidades muito diferentes. A direita é dominada com preferências distintas também em termos de alimentação. Ele parece amar a endívia mais do que a outra cabeça.

Na natureza Janus não teria sido capaz de sobreviver, pois a presença de duas cabeças não permite que ele se retire e se proteja de predadores e seus movimentos também não sejam coordenados. Janus é submetido diariamente a banhos em temperaturas específicas e verificado por uma equipe veterinária.

Testudo graeca  é uma das espécies de tartarugas mais difundidas na África, Oriente Médio e sul da Europa. Ele povoa o mato mediterrâneo nas áreas costeiras, montanhosas e montanhosas.

Este réptil terrestre está na Lista Vermelha da IUCN e seu status de conservação está quase ameaçado. Entre os maiores perigos, ao lado da destruição de seu habitat, está a captura direta da espécie, vítima do comércio implacável de animais.

Fonte: Museu de Genebra

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest