O porco está prestes a ser abatido, mas revida matando o funcionário do matadouro

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Acidente fatal nos subúrbios do norte de Hong Kong, onde na sexta-feira passada um trabalhador de 61 anos do matadouro Sheung Shui foi morto por um porco. De acordo com o procedimento, o homem primeiro atordoou o animal com uma pistola elétrica.

No entanto, este teria recobrado a consciência e justamente quando o funcionário estava prestes a matá-lo e despedaçá-lo, o porco teria se rebelado. Segundo fontes locais,  na fúria a faca nas mãos do açougueiro, um cutelo de 40 cm, foi parar em seu joelho, ferindo-o profundamente.

O homem de 61 anos teria sido levado imediatamente para a sala de emergência do North District Hospital e morreu lá depois de entrar em coma. A causa da morte ainda não foi determinada.

O incidente foi entretanto classificado como “acidente de trabalho”, mas o Departamento do Trabalho de Hong Kong pretende investigar o incidente para apurar se houve ou não violação das medidas de segurança.

Iremos concluir a investigação o mais rapidamente possível para identificar a causa do acidente, apurar a responsabilidade dos titulares e recomendar medidas de melhoria, disse o porta-voz desta Direcção, apresentando as condolências à família da vítima.

A história também levanta outra questão: a insensibilização preventiva do gado nos matadouros. Muitas vezes, como prova este caso, o método de insensibilização pode ser ineficaz e os animais são abatidos ainda conscientes ou sem insensibilização, contrariando o disposto nas regras de abate nos matadouros.

Isso significa deixar de proteger seu bem-estar, amplificando drasticamente o sofrimento dos animais nos matadouros.

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest