A crise climática está eliminando bilhões de estrelas do mar

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Dentro de alguns anos, milhares de estrelas do mar desaparecerão de nossos mares. Culpe a crise climática e o aquecimento global que estão destruindo seu habitat

Uma estrela do mar girassol, como a da capa, é agora uma peça de museu. Esta e muitas outras espécies de estrelas do mar estão desaparecendo para sempre, condenadas à morte pela crise climática. Um novo estudo da Oregon State University mostra que milhares de espécies de estrelas do mar estão extintas ou perto da extinção porque a água do mar em que vivem está se aquecendo rápido demais para que esses animais se adaptem.

O estudo foi realizado a partir de observações nas águas da costa da Califórnia e do México, onde as águas estão esquentando a um ritmo cada vez mais rápido (outras áreas do globo, como Alasca e Colúmbia Britânica, ainda possuem águas frias, nas quais há vida estrela do mar ainda é possível). A extinção em massa foi documentada nessas áreas desde 2013, e vários estudos anteriores já mostraram como o aumento da temperatura da água leva à proliferação de bactérias e vírus, uma ameaça mortal para estrelas do mar.

As estrelas do mar estão presentes em diferentes cores brilhantes. As mais comuns têm cinco braços, mas também podem ter dez, vinte ou até quarenta; enquanto estamos acostumados a vê-los pequenos, que cabem na palma da mão, há espécies maiores que podem chegar a um metro de diâmetro. A crise climática e o aquecimento global estão ameaçando toda essa biodiversidade: dentro de alguns anos, segundo especialistas, milhares de espécies que conhecemos não existirão mais e os danos ao ecossistema por sua ausência já são imaginados.

O calor da água ataca as estrelas, fazendo-as esbranquecer (fenômeno semelhante ao observado em corais) e causando lesões na superfície. Essas lesões rapidamente começam a se espalhar por todo o corpo e muitas vezes as estrelas perdem seus braços por causa disso.

É mesmo uma pena que o ser humano esteja ajudando a destruir muitas das belezas do mundo.

Fonte: The Royal Society

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest