Abaixo-assinado: parem o extermínio indiscriminado de árvores no Rio de Janeiro e em outras cidades

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Desde o ano passado, a Prefeitura do Rio de Janeiro iniciou um plano de “remanejamento arbóreo”, iniciando assim, um extermínio de árvores supostamente mortas ou doentes, e isso vem deixando um rastro de tocos pela cidade, conhecida pelo nome de maravilhosa, justamente pela exuberância de sua área verde com seu mar azul.

Os dados do ano passado já eram reveladores. Desde que o plano foi posto em ação, a prefeitura recebeu, em 2019, em média, 100 pedidos de cortes de árvores por dia, média 6.500 solicitações por mês, das quais 2.700 são específicas para poda e corte de árvores.

Desde então, árvores frondosas vêm dando espaço a tocos de quase dois metros de altura em meio a calçadas e canteiros em vias importantes da cidade.

Segundo o presidente da Comlurb – Companhia Municipal de Limpeza Urbana, Tarquínio de Almeida, disse ao portal G1, na cidade do Rio de Janeiro existem mais de um milhão de árvores em áreas urbanizadas, ruas e praças e

“A gente só remove árvore morta, com infestação fitossanitária ou em estado terminal, que esteja prestes a cair e colocar em risco a integridade da população”.

No entanto, os cariocas têm observado que, em muitos casos, as árvores que foram cortadas não estavam doentes ou mortas, muito pelo contrário, estavam lindas e frondosas.

Segundo o site do Projeto Colabora, a cidade perdeu, só em janeiro, 1348 árvores e, o mais triste e revoltante disso, é que não há orçamento para realização de novos plantios.

Árvores centenárias sendo derrubadas

Há relatos de derrubadas de árvores centenárias como jacarandás, figueiras, mangueiras, palmeiras e muitas outras espécies. Em alguns casos, foram cortadas de praças e escolas, como aconteceu no bairro do Botafogo, onde alunos do Colégio Santo Inácio choraram pelo corte de um jacarandá totalmente sadio.

Segundo a prefeitura, faz parte do remanejamento arbóreo a retirada de árvores de locais que segundo o plano municipal para “correção de problemas de árvores plantadas em locais errados”.

Sem justificativa ambiental e sem estudo de viabilidade técnica sobre condições de tráfego e mobilidade, as árvores estão sendo cortadas, ao que parece, sem critério rigoroso, podendo levar a crer que, em alguns casos, os cortes, são absolutamente desnecessários.

Outra crítica é que não deveria ser a companhia de limpeza e seus garis responsáveis por cortes e podas de árvores, esse trabalho exige rigor técnico e conhecimento específico e deveria estar vinculada a pasta do meio ambiente, paisagismo e urbanismo.

Abaixo-assinado

Por causa disso, foi criado um abaixo-assinado virtual de “MORADORES DE TODOS OS BAIRROS DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO, solicitando que o Ministério Público Federal e Estadual, órgãos ambientais e a Prefeitura do Rio de Janeiro, através de uma ação coordenada e ouvindo a população carioca, efetivem ações urgentes de mitigação e compensação dos danos socioambientais causados pelas podas irregulares (letais) ou “podas assassinas” que têm provocado o corte indiscriminado e desnecessário de árvores saudáveis, muitas delas centenárias, localizadas em vias públicas de TODOS OS BAIRROS DA CIDADE”.

No abaixo assinado, eles pedem para que a decisão de corte das árvores seja comunicada aos moradores do bairro em questão, acompanhado de um estudo ambiental, paisagístico, que deve estar em sintonia com as diretrizes do Plano Municipal de Arborização Urbana. Mesmo em casos emergenciais e de necessidade por risco de queda a população deve ser informada do motivo do corte.

Se quiser ajudar, conheça o projeto e vote no abaixo assinado acessando AQUI o link para assinar.

Em outras cidades

Infelizmente, esse problema não se restringe ao Rio de Janeiro. Muitas prefeituras usam o mesmo blábláblá para derrubada desnecessária de árvores quando a tendência hoje em dia deveria ser arborizar. Árvores melhoram a qualidade de vida das pessoas, melhoram a qualidade do ar, reduz o calor e até reduz a criminalidade.

Se na tua cidade também estão exterminando indiscriminadamente árvores, crie você também um abaixo-assinado. Evitem esse retrocesso e votem em políticos conscientes dos problemas ambientais. chega de ignorância!

Talvez te interesse ler também:

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Juliane Isler, advogada, especialista em Gestão Ambiental, palestrante e atuante na Defesa dos Direitos da Mulher
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest