Relatório mostra que quase 100 milhões de brasileiros não têm coleta de esgoto

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

O relatório divulgado nesta terça-feira (22), Dia Mundial da Água, pelo Instituto Trata Brasil (ITB), apontou que aproximandamente 100 milhões de brasileiros não dispõem de rede de coleta de esgoto, e 35 milhões não têm acesso a água tratada.

A pesquisa escancara o déficit de saneamento básico no país. Os seis piores municípios do Brasil em acesso a saneamento básico estão na região Norte. O líder negativo do ranking é a capital do Amapá, Macapá, seguida por Porto Velho (RO), Santarém (PA), Rio Branco (AC), Belém (PA) e Ananindeua (PA).

Na outra ponta, entre as seis cidades que têm os melhores índices, quatro são do estado de São Paulo. A lista é puxada por Santos, no litoral paulista, à frente de Uberlândia (MG), São José dos Pinhais (PR), São Paulo (SP), Franca (SP) e Limeira (SP).

Foi constatado que os municípios com os piores indicadores investem em média 340% a menos do que os que têm maior acesso aos serviços.

Isso ocorre em um cenário em que apenas metade do volume de esgoto gerado no Brasil é tratado, o que equivale a mais de 5,3 mil piscinas olímpicas de esgoto sem tratamento todos os anos.

“Essa edição de 2022 evidenciou uma estagnação dos municípios que sempre estão nas piores posições. O que nos assusta é que estas cidades, mais uma vez, são da região Norte do país, onde o acesso ao saneamento ainda é mais deficitário do que em outras regiões. Há capitais que estão trabalhando nos últimos anos para saírem dessa posição, mas não é a regra, é a exceção”,

avalia Luana Siewert Pretto, presidente-executiva do Instituto Trata Brasil.

Entre 2016 e 2020 foram investidos cerca de R$ 23 bilhões em saneamento básico. Segundo o relatório, o valor é insuficiente para o Brasil cumprir a meta, instituída no Novo Marco Legal do Saneamento, de fornecer água para 99% da população e coleta e tratamento de esgoto para 90%, até 2033.

Historicamente, as piores posições do Ranking do Saneamento Básico são ocupadas por municípios da região Norte, Nordeste e pelo estado do Rio de Janeiro. Já nas melhores posições costumam estar cidades do Paraná, São Paulo e Minas Gerais.

Vejas as piores e melhores cidades em saneamento básico

As 10 piores cidades

  1. Macapá (AP)
  2. Porto Velho (RO)
  3. Santarém (PA)
  4. Rio Branco (AC)
  5. Belém (PA)
  6. Ananindeua (PA)
  7. São Gonçalo (RJ)
  8. Várzea Grande (MT)
  9. Gravataí (RS)
  10. Maceió (AL)

As 10 melhores cidades

  1. Santos (SP)
  2. Uberlândia (MG)
  3. São José dos Pinhais (PR)
  4. São Paulo (SP)
  5. Franca (SP)
  6. Limeira (SP)
  7. Piracicaba (SP)
  8. Cascavel (PR)
  9. São José do Rio Preto (SP)
  10. Maringá (PR)

Fonte: Cnn Brasil

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest