Suposto ataque contra indígenas após resultado das eleições

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Na região de Dourados, no Mato Grosso do Sul, após o resultado das eleições na noite de 28 para 29, foram noticiados ataques a índios.

O confronto teria ocorrido na aldeia de Bororó, região de constante conflito entre índios e produtores rurais. Segundo o TopMídiaNews, site de notícias locais, uma pessoa teria denunciado os ataques efetuados com armas de fogo que viriam de um grupo de produtores rurais que teriam chegado aterrorizando e destruindo tudo:

“Eles chegaram de madrugada, com um trator blindado e com armas, tanto armas com balas de borracha, como armas normais. Dois índios foram atingidos na perna, eles chegam que nem terroristas, mandando bala e destruindo tudo”.

Contudo, enquanto o suposto ataque não fora oficializado e a denunciante do caso prefira não se identificar por medo às represálias, os próprios leitores do site e moradores da região se dividem sobre a veracidade dos fatos. Alguns dizem que quem vem sofrendo constantes ataques são os produtores rurais por parte dos índios e que, estes sim é que estariam “invadindo terras que não são deles”, e que “botam fogo em tudo e ainda querem sair de vítimas”.

“Aqui é uma região de pequenos produtores e não de grandes fazendeiros…..somos em 29 pequenos produtores que sofrem com ataques e roubos constante aqui…”

Diz um outro leitor enquanto outros rebatem:

“Na verdade quem sofre invasão são os indígenas desde sempre”

ou

“Essas terras são originalmente indígenas, o Estado brasileiro precisa fazer a demarcação urgente e garantir a segurança das Nações indígenas”.

Um país dividido

Ou seja, um suposto ataque poucas horas depois do resultados das eleições dá a ideia do que vem por aí: um país dividido.

Primeiro se dividiu entre aqueles contra e a favor do impeachment de Dilma, depois vieram os 13 contra os 17, agora virão os a favor e contra os índios, o porte de armas, a redução da maioridade penal e por aí vai.

O presidente recém-eleito disse que seu governo será defensor da constituição, da democracia e da liberdade. Que assim seja porque tudo o que o povo brasileiro quer neste momento é um pouco de paz.

Fato é que, em nossas terras, conflitos no campo sempre estiveram na “ordem do dia”. Desde sempre!

Bolsonaro ainda disse que irá trabalhar para pacificar o país.

Que assim seja porque o .

Talvez te interesse ler também:

BRASIL TEM UMA ÚNICA GOVERNADORA MULHER ELEITA

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Ingressou no curso de Ecologia pela UNESP e formou-se em Direito pela UNIMEP.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest