As Plêiades emolduram a lua: como admirar a esplêndida conjunção visível até a olho nu

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Noite romântica à vista: a Lua encontra as Plêiades em 13 de janeiro. Uma conjunção que não é muito rara, mas sempre incrivelmente espetacular. Pronto para admirar o céu?

As Plêiades são um aglomerado estelar bastante “próximo” (440 anos-luz), por isso tem várias estrelas visíveis a olho nu: na cidade, com um céu claro, não é difícil reconhecer 4 ou 5 estrelas, mas longe de fontes de poluição luminosa também poderíamos contar 12.

Como explica a UAI, na noite de 13 de janeiro a Lua está localizada entre a estrela Aldebaran e o aglomerado estelar das Plêiades, na constelação de Touro.

©Stellarium

Se tivermos sorte e conseguirmos nos posicionar longe de fontes de poluição luminosa, um maravilhoso show gratuito nos espera olhando para o horizonte Sudoeste (no mapa o céu de 13 de janeiro por volta das 21h).

Fonte: UAI

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest