Bruxelas oferece até 900 euros para quem desistir do carro a favor da mobilidade verde

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

A gasolina cara nunca foi tão premente e muitas famílias, fragilizadas por dois anos de crise econômica devido à pandemia de Covid-19, são obrigadas a optar por desistir do automóvel a favor de uma mobilidade que não seja afetada pelos aumentos dos preços dos combustíveis – como andar de bicicleta ou transporte público.

Mas a ajuda na direção dessa escolha também pode vir das autoridades. É o caso do município de Bruxelas, que oferece um incentivo econômico substancial a todos os cidadãos que optem por desistir do automóvel por meios de transporte mais ecológicos para a mobilidade urbana: o bônus pode ser utilizado para comprar uma bicicleta, passgem em transportes públicos ou serviços de partilha de automóveis. Como você pode ler no portal dedicado:

O Brussels Air Bonus é um apoio financeiro para residentes de Bruxelas que desejam adotar outros modos de transporte além do seu próprio carro. O princípio? Você se separa do seu carro e se beneficia em troca de um orçamento de mobilidade para gastar para você ou seus familiares entre vários serviços de mobilidade. Você ou sua família poderão experimentar e combinar diferentes meios de transporte gratuitamente e descobrir a alternativa ao carro certo para você!

O Brussels Air já existe há alguns anos para levar as pessoas a uma mobilidade mais sustentável através de um incentivo económico mas, a partir de 2022, praticamente duplicou de um máximo de 500 euros para um máximo de 900. E vem fazendo cada vez mais sucesso na cidade: basta pensar que, em 2018, cerca de 900 cidadãos abriram mão de seus carros e aproveitaram o bônus – número que ultrapassou 1.200 nos anos seguintes.

Os benefícios econômicos da medida variam conforme o rendimento anual do requerente e a composição do agregado familiar – sendo o valor máximo (900 euros) reservado para quem tem rendimentos anuais inferiores de 37.600 euros e o valor mínimo (500 euros) para quem tem um rendimento superior a 90.100 euros. Os deficientes receberão o valor máximo independentemente dos rendimentos declarados.

A única condição para receber o benefício é abrir mão do seu carro permanentemente e abrir mão da sua placa – em benefício do meio ambiente e do seu bolso.

Fonte: Meio Ambiente Bruxelas

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Com 25 anos e licenciada em Línguas Estrangeiras. Sempre esteve atenta às questões ambientais e visando um estilo de vida eco-sustentável. No seu pequeno caminho tenta minimizar a pegada ambiental com escolhas responsáveis, respeitando a natureza que a cerca.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest