Sustentáveis e autossuficientes, é assim que as casas serão na era pós-mudança climática

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Pensando em como as pessoas poderiam sobreviver em um possível cenário pós-mudança climática caracterizado por calamidades e desastres naturais, a W-lab projetou casas autossuficientes para viver em situações extremas.

Sustentáveis casas

Bio-cabin proposte dallo studio W-LAB

Num cenário limítrofe, em que reinarão as altas temperaturas e os desastres naturais, para sobreviver, o ser humano terá de se adaptar às novas condições, repensando também onde e como viver com os recursos mínimos disponíveis. Diante desses cenários possíveis, os arquitetos do W-LAB desenvolveram uma proposta para o habitat perfeito em um futuro pós-mudança climática.

Sustentáveis casa

 

Considerando que muitas casas do futuro terão que ser instaladas em desertos, onde climas extremos prevalecerão, o projeto reúne tecnologias existentes e soluções atuais de bioconstrução e bioarquitetura para modelar uma casa futurística, de baixo impacto e produtora de recursos.

Sustentáveis casas

©W-LAB

Na verdade, as “biocabines” propostas pela W-LAB são construídas com materiais sustentáveis, são tecnologicamente hiperconectadas e contêm espaços que podem ser adaptados às necessidades de quem nela viverá. Elas também permitem que você produza sua própria comida, trabalhe em casa, pratique esportes e, ao mesmo tempo, recicle a água, produza energia e tenha seus próprios sistemas de coleta de água potável que usam névoa e água do mar.

Sustentáveis casas

©W-LAB

Carlos Bausa Martinez e Dirce Medina, arquitetos fundadores da empresa com sede em Londres, promovem a vida em comunidades pequenas e resilientes. Para se adaptar às condições pós-mudanças climáticas, os futuros assentamentos precisarão ser menores, transportáveis, não superlotados, sustentáveis ​​e autossuficientes, a fim de oferecer condições de vida mais saudáveis ​​e de melhor qualidade aos seus habitantes.

Sustentáveis casas

©W-LAB 

As “biocabines” devem ser distribuídas radialmente, de forma a delimitar um espaço central protegido a ser utilizado para atividades coletivas ao ar livre. A presença de vegetação, elementos de sombreamento e paredes no perímetro externo ajudaria a proteger as casas dos ventos fortes e da radiação solar.

Sustentáveis casas

©W-LAB

O assentamento seria cercado por um oásis artificial, alimentado com água de uma usina de dessalinização solar e um sistema de coletores de névoa, o que ajudaria a melhorar o conforto externo e diminuir a temperatura nas proximidades do assentamento.

“Como arquitetos devemos pensar em alternativas que nos permitam melhorar a nossa qualidade de vida, em cenários possíveis onde as condições climáticas serão extremas e recursos naturais básicos, ainda mais escassos do que hoje”, aponta Bausa Martinez.

O estúdio W-LAB, por meio de uma campanha no Kickstarter, está levantando fundos para construir o primeiro protótipo de cabine pré-fabricada totalmente funcional, uma solução arquitetônica sustentável que cuida do meio ambiente e ajuda a combater as mudanças climáticas. Você também pode apoiar este projeto aqui .

Sustentáveis casas

©W-LAB

 

Com a taxa atual de emissões de gases de efeito estufa saturando nossa atmosfera, precisamos nos preparar para um aumento global nas temperaturas. Sem dúvida, não podemos continuar a projetar cidades e construir prédios como se nada estivesse acontecendo. A proposta do W-LAB surge da necessidade de fornecer soluções para as várias crises que provavelmente nosso planeta passará, algumas das quais já são necessárias agora. O que você acha disso?

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Jornalista freelance, nascida em 1977, formada com honras em Ciência Política, possui mestrado em Responsabilidade Corporativa e Ética e também em Edição e Revisão.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest