Estudo canadense diz que você deve alimentar seu gato só uma vez ao dia

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Dar aos gatos uma grande refeição por dia pode ajudá-los a controlar a fome melhor do que alimentá-los várias vezes. É o que diz o novo estudo da Universidade de Guelph, no Canadá.

Seu gato sempre parece com fome para você? Bem, você não deve ceder à tentação de alimentá-lo com muita frequência, muito pelo contrário! Um novo estudo realizado no Canadá sugere que você deve reduzir a frequência da alimentação do seu amigo de quatro patas.

Os especialistas em nutrição animal do Ontario Veterinary College (OVC) e do Ontario Agricultural College (OAC) da University of Guelph, no Canadá, descobriram que alimentar gatos com uma grande refeição por dia pode ajudar a controlar melhor a fome.

A pesquisa, publicada na revista PLOS One, revelou que os gatos que comiam apenas uma refeição por dia estavam mais satisfeitos e isso também levou a uma atitude menos “implorando” em relação à comida.

gato

gato

As descobertas também sugerem que a redução da frequência de alimentação pode ajudar a evitar o risco de obesidade, controlando o apetite dos gatos e, pelo menos potencialmente, fazendo-os comer menos. Uma descoberta que pode ser importante, considerando que a obesidade é o problema nutricional mais comum que afeta os gatos.

“Essas descobertas podem surpreender a comunidade veterinária e muitos donos de gatos, que disseram que seus animais de estimação precisam de várias pequenas refeições por dia. Mas esses resultados sugerem que há vantagens nessa abordagem”, disse a coautora do estudo, Adronie Verbrugghe, veterinária do Departamento de Estudos Clínicos de OVC.

Pesquisas anteriores analisaram os efeitos da frequência das refeições no comportamento do gato, mas este é o primeiro estudo a investigar os efeitos sobre os hormônios supressores do apetite, atividade física, gasto de energia e utilização de energia.

gato boceja

O estudo envolveu oito gatos domésticos com peso normal e menores de cinco anos. Cada gato foi exposto a dois regimes alimentares diferentes durante um total de três semanas: a dieta e a quantidade de alimento oferecida foram as mesmas, mas o primeiro grupo consumiu tudo em uma refeição pela manhã e o outro grupo em 4 refeições. Em seguida, as dietas dos dois grupos foram invertidas.

A ingestão alimentar foi registrada diariamente e o peso corporal medido semanalmente. Os pesquisadores também mediram o metabolismo dos gatos por meio da respiração e do sangue.

O que se notou foi que os gatos que comiam apenas uma vez por dia possuíam níveis mais elevados pós-refeição dos três principais hormônios reguladores do apetite, sugerindo que estavam mais satisfeitos. Eles eram os mesmos gatos que também exibiam uma taxa respiratória mais baixa em jejum, o que significa que estavam queimando seus estoques de gordura, o que é fundamental para manter a massa magra.

Gatos que comiam apenas uma refeição por dia também tinham um aumento maior de aminoácidos no sangue, o que significava que tinham mais “blocos de construção” para construir proteínas e, portanto, músculos. Isso é importante porque muitos gatos perdem massa muscular com a idade.

“Fisiologicamente, faz sentido comer apenas uma vez ao dia. Quando você olha para pesquisas com humanos, há evidências bastante consistentes de que o jejum intermitente oferece resultados positivos à saúde”, disse Anna K. Shoveller, uma das principais autoras do estudo.

Mais estudos são necessários para confirmar esses resultados e os pesquisadores também fazem questão de enfatizar que é sempre necessário avaliar a situação de cada animal, levando em consideração o estilo de vida do gato e do dono. Portanto, embora essa abordagem possa ser útil para promover a saciedade em alguns gatos, pode não ajudar outros.

O que você acha? O seu gato gostaria disso?

Fonte:  Guelph Today/Plos One

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest