Chicago soltou 1.000 gatos vadios para combater o problema dos ratos

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Em Chicago, um verdadeiro exército de gatos vadios está ajudando os residentes a se livrar dos camundongos e ratos que invadem casas e ruas. Na verdade, nos últimos oito anos, a Tree House Humane Society lançou 1.000 felinos na cidade como parte do projeto Cats at Work. Para a maior cidade de Illinois, os roedores são um grande problema e os serviços de controle de roedores não costumam ser eficazes.

Por esta razão, nos últimos anos, uma solução mais “ecológica” foi pensada para neutralizar a invasão de ratos. À primeira vista, pode parecer uma medida bastante controversa, mas – como explicado pela própria Tree House Humane Society – os gatos que são soltos em Chicago são felinos selvagens que não se adaptariam facilmente a viver em uma casa ou abrigo.

“Existem situações em que os gatos não podem ser reintegrados às suas ex-colônias. Isso pode ser por uma série de razões, incluindo a demolição de seu abrigo anterior (como é o caso de gatos que vivem em prédios abandonados). – diz o site da associação com sede em Chicago – É para esses casos especiais que a Tree House criou o programa Cats at Work”

Mas como exatamente funciona este programa? Os gatos são soltos dois ou três de cada vez em áreas residenciais ou comerciais, a fim de fornecer controle de roedores ecologicamente correto. Mas os felinos não são abandonados à própria sorte na rua. As famílias da região e os comerciantes das empresas que oferecem comida, água e abrigo estão cuidando deles.

“Na maioria dos casos, esses gatos se tornam membros de uma família ou grupo de pessoas e alguns até se dedicam às páginas do Instagram” – esclarece a Tree House Humane Society – São gatos selvagens que não poderiam viver em um ambiente doméstico ou em um abrigo. Ao colocá-los nas colônias Cats at Work, podemos garantir uma existência melhor para eles.”

Fonte: Tree House Humane Society 

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Após terminar o bacharelado e o mestrado em tradução, tornou-se jornalista ambiental. Ganhou o prêmio jornalístico “Lidia Giordani”.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest