Esta criança lê livros para cães do canil para ajudá-los a serem adotados

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Cães trancados em canis não têm como se socializar e costumam ficar entediados, esperando que alguém os note e opte por adotá-los. Então, o que você pode fazer para ajudá-los a se tornarem mais sociáveis ​​e entretê-los? Aparentemente, a leitura tem grande poder sobre nossos amigos de quatro patas. Evan Bisnauth , um menino de 11 anos que mora nos Estados Unidos, sabe bem disso, que há alguns anos mantém um encontro regular com os cães dos Centros de Cuidado Animal de Manhattan, para os quais lê livros em voz alta.

“Percebo que os animais ficam menos estressados ​​com a leitura”, diz Evan. A primeira vez que o menino encontrou os cachorros do abrigo foi no verão de 2019. Sua mãe Amanda propôs essa iniciativa a ele, que havia aprendido sobre um programa que ajudava crianças a melhorar sua leitura praticando com cachorros vadios ou abandonados.

“Eu li para cachorros por cinco horas no primeiro dia. Depois disso, decidi ir todos os fins de semana”, explica Evan, que está no ensino fundamental. Os peludos nem sempre parecem se interessar pelas histórias que lhes são oferecidas, mas alguns parecem colher enormes benefícios e relaxar a ponto de adormecer.

O extraordinário empenho de Evan, eleito “filho do ano” pela Aspca

“Sempre que termino de ler minha história, sempre digo aos animais para não desistirem e que tenho muita esperança para o futuro deles”, acrescenta o menino. Mas seu compromisso com os cães não se limita a isso. Evan também criou uma página no Facebook, que chamou de “EB e os animais de estimação”, na qual compartilha imagens de cachorros procurando por um lar.

Graças ao seu constante empenho e paciência, muitos animais foram adotados ou acolhidos por outras associações. E a extraordinária dedicação de Evan também foi reconhecida pela Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade com os Animais (Aspca), que lhe concedeu o título de “criança do ano”.

Mas, para Evan, a recompensa mais importante é poder oferecer amor e abrigo a cães vadios ou abandonados e seu sonho secreto é abrir um abrigo próprio.

 

Fontes: Facebook / ASPCA

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Graduada em mídia, comunicação digital e jornalismo pela Universidade La Sapienza, ela colaborou com Le guide di Repubblica e com alguns jornais sicilianos. Para a revista Sicilia e Donna, ela tratou principalmente de cultura e entrevistas. Sempre apaixonada pelo mundo do bem-estar e da bio, desde 2020 escreve para a GreenMe.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest