Este estudo confirma algo sobre o seu cão que você provavelmente sempre soube

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Um estudo húngaro aprofundou as habilidades cognitivas do cão em relação à consciência corporal, a consciência de sua própria figura e também de seu próprio ser. Uma questão muito interessante da esfera canina que foi analisada em uma chave introspectiva por uma equipe de pesquisadores universitários.

Em animais de estimação, e especificamente em cães, a autoconsciência nunca havia sido inspecionada tanto, deixando muitas questões sem solução. Na verdade, enquanto nos humanos a capacidade de ter consciência dos gestos realizados e da pessoa parece desenvolver-se já por volta dos cinco meses de vida, nos animais existe na ciência uma aura de mistério a esse respeito.

O cão está ciente de que seu próprio corpo existe? Ele sabe o que faz quando faz certos movimentos ou ações, como quebrar os chinelos ou bocejar? Essas são as perguntas feitas pelos pesquisadores do Departamento de Etologia da Universidade Loránd de Budapeste.

Os especialistas estudaram o comportamento de alguns cães, incluindo seus donos no experimento social e pedindo-lhes que dessem a seus cães um comando específico quando fossem colocados em uma esteira com objetos presos.

Os comandos incluíam recuperar uma bola presa ao tapete e, em seguida, outro jogo colocado abaixo do tapete.

Em ambos os testes, os cães demonstraram entender quais eram os obstáculos, deixando o tapete com maior ou menor frequência, como se quisessem comunicar aos observadores que sabiam o que poderia ou não interferir na tarefa dada.

Os pesquisadores ficaram surpresos com os resultados registrados que comprovam as habilidades mentais complexas de nossos animais de estimação e os leva a questionar se essas habilidades cognitivas também são compartilhadas por outras espécies maiores, como cavalos ou elefantes.

Certamente agora sabemos que não é mais tão causal se nosso cachorro fizer bagunça e depois vier até nós com um olhar doce, triste ou envergonhado.

Fonte: Relatório Científico 

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Após terminar o bacharelado e o mestrado em tradução, tornou-se jornalista ambiental. Ganhou o prêmio jornalístico “Lidia Giordani”.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest