O que fazer se o seu cachorro comer chocolate inadvertidamente?

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

O chocolate é uma das sobremesas mais apreciadas: há quem o consuma o ano todo como um pequeno vício guloso e quem se reserva o direito de o comer por ocasião das férias, como a Páscoa, o Natal ou os aniversários. Nesses momentos é fácil se distrair e não perceber que nosso cachorro engoliu um lindo pedaço de chocolate. Pois bem, se toda a gente sabe que o chocolate faz mal aos cães, talvez muitos não saibam porquê, quais os efeitos que causa e sobretudo como se comportar. Em particular, como entender quando estamos diante de uma emergência ou se nosso cachorro está fora de perigo?

Por que o chocolate faz mal para os cachorros

O chocolate não faz mal às pessoas quando consumido de forma moderada. Na verdade, sabemos que o cacau é rico em antioxidantes e estimula a produção de serotonina e endorfina, dando-nos prazer. Infelizmente, porém, não tem o mesmo efeito agradável em nossos animais. Na verdade, o cacau contém duas substâncias estimulantes, teobromina e cafeína. Essas substâncias podem acelerar o batimento cardíaco e estimular o sistema nervoso do cão. de acordo com o American Veterinary Health Manual.

Porém, o dano depende das quantidades ingeridas pelo nosso Fido em relação ao seu peso e sobretudo do tipo de chocolate. Na verdade, quanto maior a concentração de cacau no chocolate, maior o risco de sofrer de certos sintomas de intoxicação.

Em ordem de toxicidade, aqui estão quais tipos de chocolate contêm maiores quantidades de teobromina e cafeína:

  • cacau em pó;
  • cacau amargo para doces;
  • chocolate amargo com pouco açúcar;
  • chocolate amargo doce;
  • chocolate ao leite.

Portanto, saber qual e quanto chocolate o nosso cão ingeriu pode nos fazer entender se é apropriado levá-lo ao veterinário imediatamente. Hoje em dia não existem métodos científicos para diagnosticar se houve intoxicação por chocolate e em que extensão. Mas nos Estados Unidos eles criaram uma calculadora que pode dar uma ideia do risco de intoxicação. Basta inserir a quantidade e o tipo de chocolate e o tamanho do cachorro. O resultado do cálculo indicará se deve chamar o veterinário e monitorar os sintomas ou correr para a clínica imediatamente para salvar sua vida!

Calculadora de risco de envenenamento

@vets-now.com

Quais são os sintomas de intoxicação?

Se percebermos que nosso amigo de quatro patas começa a apresentar sintomas de intoxicação como diarréia ou vômito, é possível que ele tenha ingerido algo impróprio para sua espécie! Mas, além destes, existem outros indícios menos evidentes que é importante saber reconhecer para salvar a sua vida:

  • inquietação;
  • micção muito frequente;
  • tremor;
  • batimento cardíaco muito rápido ou anormal;
  • convulsões;

Infelizmente, o envenenamento do cacau pode até causar a morte em alguns casos. Portanto, nunca devemos subestimar o fato, como um vício a ser perdoado. Mas devemos tentar entender o mais rápido possível se nosso cachorro está em perigo. Até porque os efeitos podem ocorrer 6 a 12 horas após a ingestão.

Que quantidades podem ser letais?

Como mencionado acima, o grau de perigo depende do tipo de chocolate, da quantidade e do tamanho do cão. Outras características do animal, como idade ou pré-existência de cardiopatia, podem aumentar as chances de sofrer efeitos adversos.

Os veterinários do American Kennel Club alertam que apenas 20 mg de metilxantinas – substâncias estimulantes como a teobromina e a cafeína – para cada quilo de peso corporal, podem causar intoxicação. Já os sintomas cardíacos ocorrem em torno de 40,50 mg por K e convulsões em doses acima de 60 mg / kg.

Resumindo, o cálculo pode ser simplificado considerando que cerca de 28g de chocolate para cada kg do cão pode ser muito preocupante! Uma barra de 100g de chocolate amargo, por exemplo, pode matar um cachorro pequeno.

O que fazer se o cachorro comeu chocolate?

A Calculadora de risco de envenenamento por chocolate é certamente uma ferramenta muito útil para entender a gravidade do caso. Porém, é aconselhável ligar imediatamente para o veterinário que poderá aconselhar o que fazer. Em casos menos graves, será necessário monitorar o estado do cão. Em outros, você terá que ir à clínica. Possivelmente, substâncias serão administradas para conter os danos e absorver toxinas, como o carvão ativado. Ou sedativos para acalmar nosso amigo e diminuir o ritmo cardíaco. Em caso de convulsão o cão pode ser hospitalizado e ficar sob o controle do veterinário por 24 horas.

Agora que sabemos o que pode acontecer ao nosso cachorrinho se ele comer chocolate, é necessário tomar todos os cuidados necessários. Uma delas certamente está escondendo o chocolate de seu alcance. Mas um bom treinamento pode ensiná-lo a ficar longe de certos truques traiçoeiros!

 

Fonte : American Kennel Club

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Após terminar o bacharelado e o mestrado em tradução, tornou-se jornalista ambiental. Ganhou o prêmio jornalístico “Lidia Giordani”.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest