Este é o “gato mais triste do mundo”, mas sua expressão se deve a uma rara doença genética

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Aqui no Brasil existe um gato que, nos últimos dias, ganhou popularidade inesperada devido à sua expressão infeliz e mal-humorada que lhe rendeu o título de “gato mais triste do mundo”.

Trata-se de um gato brasileiro de São Paulo  que ainda filhote morava pelas ruas de sua cidade até que uma mulher, Larissa Yamaguchi, o viu e decidiu adotar o pequeno, levando-o para casa com ela.

Sushi, este é o nome que Larissa decidiu dar ao seu novo amigo felino, mas cuidando do animal notou quase de imediato que o gato tinha uma expressão diferente de todos os seus pares e por isso, além de fazer exames de rotina, o veterinário diagnosticou a síndrome de Ehlers Danlos, uma condição também chamada de astenia cutânea felina para a qual não há cura.

A síndrome de Ehlers Danlos é uma desordem genética que afeta os tecidos conjuntivos, causando hipersensibilidade e fragilidade da pele. Nos gatos esta condição é imediatamente visível na face do animal devido à perda da elasticidade normal da pele que parece tão flácida.

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest