As pessoas que possuem esse hábito têm mais risco de sofrer AVC antes dos 50 anos

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Ele foi inventado para diminuir os riscos de saúde de quem fuma. Mas segundo pesquisas, não parece que foi tão bem sucedido.

Um estudo publicado mostrou que pessoas que fumam cigarros eletrônicos têm mais probabilidade se sofrer um AVC antes dos 50 anos do que que fuma cigarro tradicional.

O estudo envolveu aproximadamente 80 mil pessoas, fumadores de cigarros eletrônicos (‘e-cigarretes’), e tiveram o seu primeiro AVC com uma idade média de 48 anos –   11 anos antes dos fumadores “tradicionais”.

O fato é: os casos de incidência de derrame ou AVC é mais frequente em quem fuma cigarro tradicional, mas quem fuma o cigarro eletrônico tem 15% a mais de chance de ter esses problemas mais cedo.

Essa é uma das conclusões preliminares de uma pesquisa que será apresentada em breve no evento virtual da Associação Americana do Coração (AHA), entre 13 e 15 de novembro deste ano.

“O público tem de saber que a segurança dos cigarros eletrônicos não foi comprovada e não deve ser considerada uma alternativa ao tabagismo tradicional”.

É o que afirmou Urvish K. Patel, diretor do departamento de saúde pública e neurologia da Escola de Medicina Icahn em Mount Sinai, nos Estados Unidos, e um dos autores do estudo, num comunicado emitido à imprensa.

Os investigadores detectaram que, entre usuários dos chamados ‘vapes’, as ocorrências de AVC sucediam, em média, aos 48 anos. Entretanto, entre os consumidores de tabaco tradicional, em que o problema tende a dar-se por volta dos 59.

De acordo com os acadêmicos, o AVC é definitivamente mais preponderante entre os fumadores de cigarros tradicionais do que entre os utilizadores da versão eletrônica ou pessoas que utilizavam ambos: 6,75% em comparação a 1,09% e 3,72%, respetivamente. Contudo, quem opta pelos eletrônicos têm um risco 15% superior de sofrer um acidente vascular cerebral cerca de 10 anos antes.

A saída? Parar de fumar.

Fonte: msn

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest