98 filmes de 24 países. Tudo grátis na 9ª Mostra Ecofalante. Salvem as datas: de 12/08 a 20/09

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Vem aí uma nova etapa da 9ª Mostra Ecofalante de Cinema, com evento cultural, audiovisual totalmente virtual e gratuito, onde serão apresentados 98 filmes de 24 países.

Essa edição será marcada por produções que farão parte da programação do Panorama Internacional Contemporâneo, com obras inéditas no Brasil.

Anteriormente, em junho,  a ONG Ecofalante promoveu  a Semana do Meio Ambiente, a qual  havíamos anunciando aqui: Vai começar a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental em Quarentena Cultural, tudo online. Participem!   

Esta nova programação, que acontecerá entre os dias 12 de agosto e 20 de setembro, ocorrerá em três plataformas digitais, com o objetivo de democratizar ainda mais o acesso e atingir novos públicos.

O evento  Panorama Internacional Contemporâneo, é dividido em 7 temáticas e reúne obras inéditas que participaram de importantes eventos internacionais, como:

Competição Latino-Americana, que premia os melhores filmes com temática socioambiental da América Latina

Competição Curta Ecofalante, com curtas-metragens produzidos por estudantes

Clássicos e Premiados, que estréia este ano trazendo destaques da cinematografia brasileira voltada à temática socioambiental, com documentários e longas-metragens de ficção produzidos entre 1974 e 2018.

Filmes que serão exibidos

Fazem parte da programação dessa Mostra, filmes de cineastas consagrados, como os brasileiros Lírio Ferreira (“Acqua Movie”); Daniela Thomas (Tuã Ingugu -Olhos d’ Água)”; Jorge Bodanzky (Ruivaldo, o Homem que Salvou a Terra); Wolney Oliveira (Soldados da Borracha); Estêvão Ciavatta (Amazônia Sociedade Anônima); e Petrus Cariry (A Jangada de Welles).

Nessa Mostra também estão incluídas obras selecionadas em eventos internacionais de prestígio, como:

Festival de Cannes: onde foram apresentados o filme francês, Botando pra Quebrar, de Lech Kowalski, exibido na Quinzena dos Realizadores; e o brasileiro “Indianara”, de Aude Chevalier-Beaumel e Marcelo Barbosa, que concorreu à Palma Queer.

Festival de Berlim: Patrimônio, coprodução México/EUA dirigida por Lisa H. Jackson e Sarah Teale; o belga “Ma’ Ohi Nui”, de Annick Ghijzelings; e o brasileiro Estou me Guardando Para Quando o Carnaval Chegar, de Marcelo Gomes.

Festival de Sundance: Jawline: Ascensão e Queda de Austyn Tester, de Liza Mandelup; e “Dolores”, de Peter Bratt, ambas produções norte-americanas.

Festival de Roterdã, na Holanda:  O filme britânico O Futuro do Trabalho e da Morte, de Sean Blacknell Camp e Wayne Walsh; e o brasileiro “Perpétuo”, de Lorran Dias.

Festival IDFA-Amsterdã:  Golpe Corporativo, coprodução Canadá/EUA dirigida por Fred Peabody; o francês Os Senhores da Água, de Jérôme Fritel; o polonês A Baleia de Lorino, de Maciej Cuske; o alemão Olá, IA, de Isa Willinger; Indústria Russa (República Tcheca), de Petr Horky; o colombiano Suspensão, de Simón Uribe; e o argentino “Suquía”, de Ezequiel Salinas.

Festival Visions du Réel, na Suíça: Tomates, Molho e Wagner, longa- metragem grego de Marianne Economou; o chileno “Deus”, de Christopher Murray, Josefina Buschmann e Israel Pimentel; o colombiano “O Delegado”, de Samuel Moreno Alvarez; e “Os Despossuídos”, coprodução Canadá/Suíça dirigida por Mathieu Roy,

Festival Hot Docs-Canadá: o documentário iraniano “Exodus”, dirigido por Bahman Kiarostami (filho do importante cineasta Abbas Kiarostami); Vulcão de Lama (EUA), da vencedora do Oscar Cynthia Wade, aqui em parceria com Sasha Friedlander; o canadense Beleza Tóxica, de Phyllis Ellis; o sueco Push: Ordem de Despejo, de Fredrik Gertten; O Mês Mais Quente, coprodução EUA/Canadá assinada por Brett Story; e Ouro da Morte, produção da África do Sul dirigida pela dupla Catherine Meyburgh e Richard Pakleppa.

Confira a lista completa de filmes que serão exibidos nesta Mostra ->AQUI

Outras atividades para se atualizar e formar

Além da exibição dos filmes, acontecerá uma série de 10 entrevistas com diretores internacionais das produções que farão parte dessa edição.

As entrevistas serão conduzidas pela jornalista Flávia Guerra e os entrevistados já confirmados serão os cineastas:  Lisa F. Jackson e Sarah Teale (de Patrimônio, México/EUA); Cynthia Wade e Sasha Friedlander (Vulcão de Lama, EUA); Fredrik Gertten (Push: Ordem de Despejo, Suécia); Jérôme Fritel (Os Senhores da Água, França); Marc Pierschel (O Fim da Carne, Alemanha ); Cosima Dannoritzer (Ladrões do Tempo, Espanha/França); Marianna Economou (Tomates, Molho e Wagner, Grécia); e Jared P. Scott (A Era das Consequências, EUA).

Além dessas programações serão promovidos debates virtuais, reunindo ativistas, cientistas e especialistas que colocarão em pauta temas como: ativismo, consumo,  economia, emergência climática, povos e lugares, tecnologia e trabalho, entre outros.

Farão parte desses debates: a arquiteta e urbanista Raquel Rolnik; a ativista Preta Ferreira (MTST); Rodrigo Agostinho (Frente Parlamentar Ambientalista); Malu Ribeiro (Coordenadora da Rede das Águas da Fundação SOS Mata Atlântica; Ailton Krenak (liderança indígena); Ricardo Abramovay, professor de ciência ambiental na USP e sociólogo; Fabiana Alves (especialista de mudanças climáticas do Greenpeace Brasil); a ativista e jornalista Rebeca Lerer; Mário Mantovani (SOS Mata Atlântica); Paloma Costa Oliveira (Coordenadora do Engajamundo e assessora do ISA); o sociólogo Ricardo Antunes; Eduardo Santos, ativista vegano (Vegano Periférico); Rita von Hunty (do canal YouTube Tempero Drag); e Fábio Malini (professor e pesquisador sobre ciência de dados da Universidade Federal do Espírito Santo).

Os debates serão realizados sempre às quartas-feiras e sábados, conforme o cronograma abaixo:

  • 15/08 (sábado), às 19h: Economia – Financeirização do Mercado Imobiliário
  • 19/08 (quarta), às 19h: Economia – Privatização da água e interesses corporativos
  • 22/08 (sábado), às 17h: Emergência climática – Emergência climática e o Green Deal (horário a confirmar)
  • 26/08 (quarta), às 19h: Ativismo: Ativismo em tempos não-democráticos
  • 29/08 (sábado), às 19h: Trabalho: Aceleração da precarização e movimentos de resistência
  • 02/09 (quarta), às 19h: Povos e Lugares: Migrações no século 21
  • 05/09 (sábado), às 19h: Consumo: É possível mudar o paradigma do consumo no pós-pandemia?
  • 09/09 (quarta), às 19h: Tecnologia: Qual é a real influência dos influencers?

Ainda em toda esta programação está incluída a Masterclass com Cristina Amaral, responsável pela montagem de filmes de diretores como Andrea Tonacci, Carlos Reichenbach, Edgard Navarro Filho, Carlos Adriano, Guilherme de Almeida Prado, Lina Chamie, Denoy de Oliveira, Joel Yamaji e Raquel Gerber, entre outros.

Esta masterclass acontecerá no mês de setembro, em data e horário a serem ainda marcados e divulgados.

Haverá, também, uma atividade de formação ministrada pelo cineasta e curador Francisco Cesar Filho, diretor dos longas-metragens “Augustas” e “Futuro do Pretérito – Tropicalismo Now!”, e organizador de diversos eventos.

Esta formação terá aula aberta e serão compartilhadas informações relacionadas à organização de mostras e festivais, como: formatação de projeto, curadoria, produção e comunicação, entre outras mais. A data de inscrição para os interessados, será oportunamente anunciada.

Tanto as exibições dos filmes, como as entrevistas poderão ser acessadas na plataforma Ecofalante e os debates serão transmitidos ao vivo no Facebook e no Youtube  Os filmes também poderão ser acessados pela Videocamp e pela Spcine Play.

Para quem gosta de arte, cultura e cinema, a programação da 9ª Mostra Ecofalante está imperdível! Participem!!!

Talvez te interesse ler também:

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest