A Igreja do Redentor, em Veneza, foi manchada com tinta vermelha

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Tinta vermelha e escrita preta  compõem uma fórmula quase matemática sobre a centenária Igreja do Redentor em Veneza, projetada por Andrea Palladio, símbolo do renascimento da peste e sempre no centro da maior festa da lagoa.

Assim, a cidade de Veneza acordou esta manhã, com uma de suas mais belas basílicas alvo de vândalos. O certo é que uma câmera está posicionada no Campo del Redentore, o que pode ajudar a polícia na busca dos responsáveis.

Não é um dano pequeno, segundo os especialistas, considerando que a fachada é muito porosa e há risco de absorção da tinta – explica a superintendente Emanuela Carpani ao Corriere del Veneto.

Parece quase uma fórmula matemática que agora está na basílica, o que infelizmente não é novidade para esses atos de vandalismo. Já em 2004, de fato, a igreja do Redentor foi vandalizada, quando as mãos das estátuas de São Francisco e São Marcos foram amputadas, do lado de fora na parte frontal da igreja. As estátuas datam do final de 1600 e foram feitas pelo escultor veronese Girolamo Campagna. Nesse mesmo ano, o Palácio Ducal também foi atingido, com marteladas na estrutura de mármore.

Enquanto isso, nas redes sociais eles relataram uma atualização:

Agora vamos ficar atentos para ver se descobrem os responsáveis.

Fontes: Corriere del Veneto / TGR Veneto

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Jornalista freelance, nascida em 1977, formada com honras em Ciência Política, possui mestrado em Responsabilidade Corporativa e Ética e também em Edição e Revisão.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest