A pandemia de fungos de ‘The Last of Us’ pode acontecer de verdade?

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

A série ‘The Last of Us’ estreou pela HBO no domingo, dia 15, trazendo a história apocalíptica da famosa franquia homônima de games, criada por Bruce Straley e Neil Druckmann. Já pontuada pela crítica como “a maior adaptação de videogame já feita”, a producão foi a estreia mais vista da HBO na América Latina e pode deixar no ar uma dúvida: a pandemia de fungos presente na trama pode acontecer de verdade?

Na história fictícia, a Terra está ameaçada por uma pandemia fúngica causada pelo Cordyceps, um fungo que age como um ‘zumbi’ devido à maneira como infecta e controla seu hospedeiro. Um vez infectado, o hospedeiro passa a ter o sistema nervoso controlado pelo fungo – enquanto o mesmo continua crescendo no interior do corpo todo.

O resultado é a transformação dos humanos em zumbis extremamente agressivos, e que funcionam como ferramenta de transmissão do parasita, que se espalha através das mordidas dos infectados. O primeiro episódio de ‘The Last of Us’ também mostra que, 20 anos depois do início da pandemia, o fungo ainda não foi controlado, instaurando um estado de pós-apocalipse permanente no planeta.

O autor Neil Druckmann teve a inspiração do enredo de ‘The Last of Us’ após assistir o documentário ‘Planet Earth’ (BBC, de 2008), que mostra como o parasita fúngico Ophiocordyceps unilateralis assume o corpo de uma formiga e, posteriormente, cresce para fora da cabeça do inseto para continuar se espalhando.

Se, de fato o fungo Cordyceps existe na Terra, há a possibilidade de ‘The Last of Us’ se tornar uma realidade?

O que dizem os cientistas

Variety consultou alguns especialistas para entender se a pandemia de fungos de ‘The Last of Us’ pode acontecer. E a resposta é: essa é uma a situação improvável.

O professor da Penn State University, na Pensilvânia, David P. Hughes explica que a possibilidade “não é tão fantasiosa”, embora o fungo (ainda) não seja capaz de infectar humanos devido à nossa temperatura corporal – a maioria dos fungos se adapta a temperaturas mais frias do que os aproximados 37°C do ser humano. Hughes, que é especialista em Cordyceps, foi consultor científico no game de 2013.

O cientita também considera que seria muito difícil qualquer parasita ter controle total do sistema nervoso humano. A opinião é a mesma de Ilan Schwartz, professor da Escola de Medicina da Universidade Duke, nos Estados Unidos, especializado em hospedeiros imunocomprometidos e infecções fúngicas invasivas. Para ele, uma infecção do tipo realmente não seria possível. “Nossas células são muito mais complexas do que de outros seres”, explica.

O CNET destaca que, de modo geral, a comunidade científica concorda que para algo semelhante à história da ficção acontecer, uma série de fatores presariam alterar as características dos fungos. Além da questão da temperatura corporal, os fungos também precisam mudar a forma como absorvem o tecido humano. Mesmo que ainda conseguissem invadir o corpo humano, eles ainda precisam lidar com um robusto sistema imunológico do corpo.

Um artigo de 2018 publicado na revista Science, no entanto, traz um alerta. Na pesquisa, cientistas trazem a preocupação sobreo surgimento de fungos resistentes a drogas antifúngicas. Os fungos destruidores de lavouras, por exemplo, são responsáveis por cerca de um quinto das perdas na agricultura.

O artigo afirma que “para evitar um colapso global em nossa capacidade de controlar infecções fúngicas”, é preciso promover a descoberta de novos medicamentos antifúngicos.

Portanto, calma: um cenário como o de The Last of Us, no entanto, é bem distante da realidade. Ufa!!

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest