Machu Picchu, o sítio arqueológico mais famoso do Peru, fechou por tempo indeterminado

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

É um dos símbolos atemporais do Peru e é considerada uma das 7 maravilhas do mundo: estamos falando de Machu Picchu, visitada por cerca de 2 milhões de pessoas todos os anos. Nos últimos dias, porém, o atrativo turístico foi fechado ao público pelas autoridades por questões de segurança. A escolha, oficializada no passado sábado, foi ditada pelas manifestações antigovernamentais que duram mais de um mês e nas quais mais de 60 pessoas perderam a vida.

No último fim de semana, cerca de 400 turistas foram bloqueados na antiga fortaleza inca, incluindo alguns italianos, devido ao rompimento das ligações ferroviárias a Cuzco, bloqueadas por um grupo de manifestantes. Por sorte, a situação foi resolvida e depois de um tempo os turistas puderam pegar o trem, voltando para a cidade localizada nos Andes peruanos, conforme informou também o Farnesina.

Diante do que está acontecendo, o Ministério da Cultura tomou a decisão de fechar as portas do antigo sítio arqueológico, datado do século XV, e do caminho que leva à cidadela. Conforme afirma a nota publicada no site da atração peruana, o objetivo é proteger “a segurança dos turistas e da população em geral”, bem como preservar esse extraordinário patrimônio cultural.

Ainda não está claro quando Machu Picchu será reaberto. Enquanto isso, os protestos continuam no país sul-americano, por meio dos quais os cidadãos exigem eleições antecipadas e a renúncia da presidente Dina Boluarte, que substituiu Pedro Castillo (preso por tentativa de golpe).

As manifestações – reprimidas com sangue pela polícia – nasceram principalmente nas zonas mais pobres do país, onde Castillo sempre foi muito popular, e não dão sinais de diminuir.

Fonte: Ministerio de Cultura – Governo do Peru

 

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Graduada em mídia, comunicação digital e jornalismo pela Universidade La Sapienza, ela colaborou com Le guide di Repubblica e com alguns jornais sicilianos. Para a revista Sicilia e Donna, ela tratou principalmente de cultura e entrevistas. Sempre apaixonada pelo mundo do bem-estar e da bio, desde 2020 escreve para a GreenMe.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest