George Floyd suplicou mais de 20 vezes a policias antes de ser asfixiado

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

O assassinato de George Floyd, em 25 de maio, por policiais de Minneapolis (EUA) causa cada vez mais revolta à medida que a forma como o crime foi executado vai sendo revelada.

As transcrições de câmeras corporais usadas pelos agentes policiais envolvidos no assassinato de Floyd revelam que ele teria dito por mais de 20 vezes que não estava conseguindo respirar. A vítima exclamou, ainda, que os policiais o estavam matando, informa a Mídia Ninja.

“Dá um tempo, cara. Não consigo respirar. Não consigo respirar. Eles vão me matar. Eles vão me matar. Eu não consigo respirar. Eu não consigo respirar”.

Foi exatamente o que aconteceu. O policial Derek Chauvin pressionou o seu joelho no pescoço de Floyd até que ele não pudesse mais respirar.

As transcrições são uma narrativa duplamente dramática sobre o assassinato de um homem por ele ser negro. Não bastassem a brutalidade e a covardia do modo como a morte foi executada, a motivação dela é absolutamente inaceitável.

Fica evidente através desse relato a institucionalização do racismo nos Estados Unidos, uma vez que o assassinato foi cometido por um agente público.

Talvez te interesse ler também:

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
É doutora em Estudos de Linguagem, já foi professora de português e espanhol, adora ler e escrever, interessa-se pela temática ambiental e, por isso, escreve para o GreenMe desde 2015.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest