Na França: motorista é assassinado a pontapés por pedir uso de máscara no ônibus

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

A Europa vive uma segunda fase da pandemia. Agora é hora de conviver com o vírus mantendo o distanciamento social e usando máscara para que o pânico não retorne. Mas os europeus não estão sabendo lidar com isso.

Depois de muitos países da Europa terem feito um verdadeiro lockdown, com fechamento de tudo e multa para quem desobedecesse regras, agora, com o calor, os europeus saem de casa e aproveitam o sol forte do verão deles.

Mas infelizmente o calor parece ter esquentado demais os ânimos das pessoas. Furiosas, talvez sem trabalho e perspectivas, elas parecem estar fora de si. É impressionantemente triste a notícia de que um motorista de 59 anos morreu na França, em Baiona, depois de ter sido assassinado a golpes e pontapés por dois jovens de 22 e 23 anos.

O caso aconteceu no último dia 07 por volta das 19H00. O motorista do ônibus havia simplesmente pedido para as pessoas usarem a máscara dentro do transporte público (o que além do mais é regra) e pedido para que um dos acusados mostrasse o bilhete do ônibus. Irritado com o pedido, começa a briga e o motorista é jogado para fora do ônibus e, com uma violência desmedida, recebe golpes, na cabeça principalmente, e sofre traumatismo craniano que o levou à morte no dia 10.

Os dois jovens foram acusados de homicídio e estão presos. Outros dois foram acusados de favorecimento ao crime e omissão de socorro, como informa o La Repubblica.

Não sabemos respeitar regras

A triste constatação é a de que não sabemos obedecer regras e não nos importa a vida do outro, nem mesmo quando a nossa vida depende do outro.

Tem muita ignorância circulando mais do que vírus. Não dá para entender se se trata de negacionismo, ignorância, preguiça ou até mesmo uma espécie de suicídio inconsciente. Um cachorro é mais inteligente do que nós. Teríamos talvez que sermos guiados com uma coleira (olha aí o perigo das ditaduras. Muitas são as vezes que não sabemos fazer bom uso da nossa liberdade).

Enquanto isso, no Japão, não que o povo japonês seja melhor ou mais forte do que o do resto do mundo mas, naquele país intriga o fato de a Covid-19 ter feito pouco, pouquíssimo estrago (menos de 20 mil casos confirmados e menos de 1000 mortes, segundo a BBC). O que aconteceu por lá?

Sem sequer terem seguido um lockdown oficial, fato é que o povo japonês tem em si duas regras já deles: o distanciamento social e o respeito ao outro.

Falta muita educação, informação e senso cívico para a maior parte de nós. O terreno é fértil para que o vírus da ignorância faça suas vítimas surfando na onda do novo coronavírus.

Que tristeza!

Talvez te interesse ler também:

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Ingressou no curso de Ecologia pela UNESP e formou-se em Direito pela UNIMEP.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest