Motoboy humilhado: 1,8 milhão de seguidores no Insta e R$ 142.000 arrecadados

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Um caso de agressão verbal impregnado de preconceito racial vem bombando nas redes sociais nos últimos dias. O fato ocorreu no dia 31 de julho, porém, o registro do acontecimento foi divulgado e se tornou viral a partir de sexta-feira, 07.

O motoboy chamado Matheus Pires Barbosa, de 19 anos, foi fazer uma entrega de refeição em um condomínio de luxo em Valinhos, no interior de São Paulo. O cliente recebeu o entregador disparando violência e ofensas contra ele, somente porque o rapaz não pode entrar no condomínio.

Matheus contou para o voaa (o site de vaquinha online do Razões para Acreditar) como começaram as agressões:

“Ele (o cliente) tinha que ir até a portaria receber, pois como ele não atendia a ligação, eu não poderia entrar no condomínio. Me chamou de preto e favelado”.

“Antes do vídeo, ele tinha cuspido em mim e jogado a nota do restaurante, dizendo que eu era um lixo igual ao papel. Na hora, liguei para a polícia. Mesmo com a presença da GM no local, ele continuou com as ofensas”, contou o Matheus.

O contratante do serviço Delivery, que também se chama Matheus, reagiu ainda com mais grosseria quando o motoboy comentou que outros entregadores já haviam dito que não gostavam dele, por causa de suas atitudes arrogantes. Daí em diante, o homem começou a humilhar ainda mais o trabalhador, com mais insultos racistas e discriminatórios.

Solidariedade com o motoboy humilhado

Antes de ser motoboy, o jovem Matheus trabalhava na área das mídias sociais mas, por conta da pandemia, ele teve que vender seu computador e precisou trabalhar como entregador Delivery para poder arcar com o aluguel e as despesas que divide com um amigo.

Em solidariedade ao rapaz, o site Razões para Acreditar criou uma vaquinha virtual. Com o apoio dos internautas a vaquinha já arrecadou mais de R$ 142 mil reais para ajudar o jovem a dar a volta por cima e melhorar de vida. Essa campanha ainda está aberta e quem quiser ajudar é só entrar ->AQUI.

O apresentador Luciano Huck também se solidarizou com o rapaz e se comprometeu a doar-lhe uma moto nova, já que a moto dele fundiu o motor.

Veja neste vídeo do Canal dos Stories, o entregador contando para o Luciano Huck como tudo começou:

E o apoio ao jovem não parou por aí, pois, a repercussão desse caso foi tanta que Matheus já conta com 1,8 milhão de seguidores em seu perfil do Instagram,

Como está o andamento do julgamento do caso

O motoboy registrou um Boletim de Ocorrência pelas humilhações sofridas e pelo racismo, que sofreu do ofensor. Em contrapartida, a família do homem que desrespeitou o motoboy alegou que ele sofre de esquizofrenia (transtorno psíquico).

Outros entregadores que já haviam prestado serviço ao mesmo homem, confirmaram também terem sido tratados de forma grosseira por ele.

O delegado responsável por averiguar esta denúncia explicou para o Jornal da SBT como está encaminhando o caso. Vejam no vídeo deste noticiário mais detalhes:

A lição que fica desse lamentável acontecimento

Esse fato nos chama a atenção para algo que acontece todos os dias e quando um desses casos ganha a proporção que este tomou, nos damos conta de como nossa sociedade está doente e vivendo com valores invertidos e desumanos.

Que este acontecimento nos recorde que independente da cor da pele, gênero, religião, time de futebol e nacionalidade, somos todos seres humanos, efêmeros, e temos o mesmo destino: a morte. Então, mais vale as nossas atitudes e o essencial: respeitar a vida. Como bem diz um provérbio italiano:

“No fim do jogo, peões e reis voltam para a mesma caixa.”

Pois é, somos mortais e a morte nos lembra que tanto ricos, como pobres, brancos e negros, religiosos ou ateus, famosos ou anônimos, heterossexuais ou homossexuais… todos têm o mesmo fim!

Sendo assim, que cada um de nós promova a igualdade, respeitando as diferenças!

Talvez te interesse ler também:

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest