Universitário se formou 3 vezes em 3 meses, com honras, sonha em derrotar a ALS e o Alzheimer

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Giulio Deangeli é um jovem italiano que se tornou conhecido por seu talento excepcional. Este rapaz de 25 anos se formou 3 vezes em 3 meses, sempre com 110 cum laude, a expressão em latim para “Com Honras”. Seu objetivo é derrotar ALS e Alzheimer.

Giulio nasceu em Este, na província de Pádua, e nos últimos 90 dias conquistou 3 diplomas: Medicina, Biotecnologia e Engenharia Biomédica. Em novembro ele ainda poderá concluir o mestrado em Biotecnologia molecular.

Este aluno brilhante fez 150 exames em quatro anos, sempre obtendo a pontuação máxima, 30 cum laude.

Seu objetivo para o futuro é muito claro. Como ele disse ao Il Corriere della Sera:

“Eu sou apenas um garoto normal apaixonado por estudar e por um sonho: derrotar doenças degenerativas como ALS, Parkinson e Alzheimer para sempre

Os planos para o futuro deste jovem talentoso e determinado são, portanto, muito claros, assim como o seu curso de estudos: ele fará agora um mestrado na Scuola Superiore Sant’Anna em Pisa e, finalmente, um doutorado em neurociências de 3 a 4 anos em Cambridge.

Deangeli também é o único italiano que obteve cinco bolsas ao mesmo tempo, algumas das quais permitirão que ele voe para Cambridge para poder trabalhar em seu projeto de derrotar as doenças degenerativas.

Por que ele precisa de tantos diplomas para alcançar seu objetivo ambicioso? Ele mesmo explicou:

 “As doenças neurodegenerativas são um problema social de proporções imensas e extremamente complexas. As habilidades que a medicina oferece não são suficientes para lidar com isso. Por isso, senti a necessidade de seguir um curso que fosse multidisciplinar e que me permitisse falar a língua do médico tanto quanto a do engenheiro e do biólogo ”.

Giulio é um aluno brilhante que não só tem paixão pela medicina e biotecnologia, mas também toca violino, fala três línguas (inglês, francês e alemão) e adora inventar algoritmos de inteligência artificial.

Ele realmente parece ter todas as credenciais para realizar seu ambicioso projeto. E só podemos lhe desejar muito sucesso!

Fontes: Corriere della Sera/Universidade de Pisa

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Após terminar o bacharelado e o mestrado em tradução, tornou-se jornalista ambiental. Ganhou o prêmio jornalístico “Lidia Giordani”.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest