Nasrin Sotoudeh: advogada de direitos humanos iraniana temporariamente libertada

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

A advogada de direitos humanos Nasrin Sotoudeh, que está detida no Irã há dois anos, foi temporariamente colocada em liberdade da prisão de Teerã.

A libertação, informada pela agência de notícias Isna, foi ordenada pelo procurador adjunto da prisão feminina de Gharchak, ao sul da capital Teerã.

Nasrin Sotoudeh foi presa em 2018 por defender uma mulher presa por protestar contra a exigência de uso de lenço de cabeça para mulheres iranianas. Mais tarde, ela foi acusada, entre outras coisas, de “conspirar contra o sistema” e insultar o líder espiritual iraniano aiatolá Ali Khamenei, condenada assim a 33 anos de prisão e 148 chicotadas.

No final de setembro, a advogada foi hospitalizada depois do início de uma greve de fome para protestar contra as condições dos presos durante a pandemia do coronavírus e exigir a libertação de presos políticos.

As condições de saúde da advogada, agora temporariamente devolvida à sua casa, parecem boas.

Fonte: Isna / ANF ​​News

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest