“ Você precisa de ajuda? ”: com um bilhete garçonete salva criança vítima de abuso e tortura

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Às vezes, um olhar cuidadoso e uma pergunta simples podem mudar a vida de uma pessoa, como aconteceu em Orlando, Flórida, com um menino de 11 anos que foi resgatado por uma garçonete jovem e empreendedora.

No Reveillon, a brasileira Flavaine Carvalho estava trabalhando no restaurante “Mrs Potat” e não pôde deixar de notar que em uma das mesas uma criança estava sem comer, enquanto seus pais comiam. Pouco depois, ela percebeu que o menino apresentava sinais de violência no corpo.

“Eu vi que ele tinha um grande arranhão entre as sobrancelhas”, disse a garota“Alguns minutos depois, notei um hematoma no lado do olho. Então percebi que algo estava errado”.

Então Flavaine sentiu que precisava fazer algo mais e tentar ajudar o garoto. Ela então decidiu usar um cartão no qual escreveu à mão “Você precisa de ajuda?”, e atraiu sua atenção, colocando-se atrás dos pais para não ser vista. Após várias tentativas, a garçonete recebeu uma resposta afirmativa da criança e imediatamente chamou a polícia, a qual explicou suas suspeitas.

orlando-garconete

@Orlando Police Department

Logo depois, os policiais intervieram e, eventualmente, o pai, chamado Wilson, foi preso sob a acusação de negligência e abuso infantil. E a mãe, Kristen, que sabia do abuso infantil, acabou na prisão.

“Esta criança sofreu tortura real”, disse a polícia durante uma entrevista coletiva. “Saber o que o garotinho teve que passar choca a alma.”

Além de desnutrido, o menino de 11 anos foi submetido a uma série de violências brutais, atingido com uma vassoura de madeira, amarrado com tiras, pendurado de cabeça para baixo em uma porta e deixado sem comer como punição. O filho mais novo do casal, de 4 anos, também foi mandado embora daquela casa dos horrores. Agora, as duas crianças foram colocadas no Departamento de Crianças e Famílias da Flórida.

A dona do restaurante elogiou a desenvoltura de sua funcionária, que foi uma tábua de salvação para o menino de 11 anos e seu irmão mais novo:

“Estamos extremamente orgulhosos. Isso deve encorajar as pessoas a falar quando perceberem algo errado”.

Flavaine Carvalho hoje é considerada uma verdadeira heroína em Orlando, mas não busca reconhecimento. Agora seu único desejo é poder abraçar aquele menino para que se sinta protegido e amado após uma vida de tortura e sofrimento.

Fonte: FOX 13

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Após terminar o bacharelado e o mestrado em tradução, tornou-se jornalista ambiental. Ganhou o prêmio jornalístico “Lidia Giordani”.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest