Na Estônia, uma mulher como primeira-ministra pela primeira vez na história

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

E então chegou a vez da Estônia! Na época da queda do poder dos primeiros-ministros, o país báltico nos surpreende e dá as boasvindas a uma premiê pela primeira vez. O parlamento deu luz verde ao seu governo de coalizão, enquanto o anterior ruiu na sequência de um escândalo de corrupção. E promete: os ministérios serão divididos igualmente entre os dois gêneros.

Advogada antitruste, especialista em questões digitais e acima de tudo filha do “pai da coroa da Estônia” Siim Kallas (que também foi comissária europeu com Barroso), Kaja – nascida em 1977 – é a chefe do Partido Reformista e assumirá o papel de primeira-ministra depois de chegar a um acordo de coalizão com o partido de centro-esquerda.

Em uma declaração conjunta, as partes disseram que ” formarão um governo que continuará a resolver efetivamente a crise do COVID-19, manterá a Estônia voltada para o futuro e desenvolverá todas as áreas e regiões do país”.

A Estônia se tornará assim um dos poucos países a ter duas mulheres no comando de Estado e de governo, como já é o caso na Dinamarca e na Nova Zelândia, com a querida Jacinda Ardern.

Segundo o acordo, as partes propuseram um governo justo de gênero, dividindo os 14 cargos de ministro do governo igualmente entre cada partido.

“A ideia por trás da composição do meu governo era encontrar um equilíbrio entre homens e mulheres e entre experiência e novidade” , disse Kallas.

Bom trabalho Kaja!

Fonte: ERR

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Jornalista freelance, nascida em 1977, formada com honras em Ciência Política, possui mestrado em Responsabilidade Corporativa e Ética e também em Edição e Revisão.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest